Divinópolis: Assistentes sociais relatam sobrecarga à Comissão de Saúde da Câmara

De acordo com as assistentes, a principal queixa é em relação a lacuna de funcionários que existe atualmente na Secretaria de Saúde

Da Redação

A Comissão de Saúde, presidida pelo vereador Zé Braz (PV) e integrada por Israel Mendonça (PSD) e Lohanna França (CDN), recebeu na tarde da última quarta-feira, 4, no Plenarinho da Câmara, a visita do grupo de assistentes sociais do município, para relatar as dificuldades enfrentadas pelos profissionais para levar à população um atendimento de qualidade. De acordo com as assistentes, a principal queixa é em relação a lacuna de funcionários que existe atualmente na Secretaria de Saúde, fazendo com que os demais fiquem sobrecarregados.

As profissionais ressaltaram ainda que, atualmente, apenas cinco assistentes atendem as demandas da Atenção Primária e quatro as demandas secundárias, totalizando nove responsáveis pelo trabalho. No entanto, existem 21 vagas disponíveis a serem ocupadas; com isso, somente 42% da população é atendida pela atenção primária.

— É um número absurdo, que prejudica a população. Nossa população precisa ser assistida, e por isso, eu, como Presidente da comissão de Saúde, assumo o compromisso de cobrar do Executivo a contratação de funcionários, gerando assim, uma melhor cobertura aos necessitados — declarou Zé.

De acordo com Lohanna, é preciso investir na Assistência Social para minimizar os problemas em várias áreas.

— Precisamos aumentar o número de profissionais para que a maioria da população possa ser atendida. Muita gente não sabe, mas os assistentes sociais fazem um trabalho imprescindível realidade social do município, pois eles trabalham diretamente com a população em situações de violação de direitos humanos. Por isso, vamos lutar para que os demais assistentes sejam convocados pelo prefeito — destacou Lohanna.

Comentários
×