Divinópolis ainda espera oito profissionais do Mais Médicos

 

Da Redação

O programa Mais Médicos do Governo Federal não preencheu as vagas em Divinópolis. Dos 18 médicos estrangeiros que chegaram ao município no fim do ano passado, oito deixaram o programa no começo de 2019.

— O município está empenhado em resolver esta situação o mais breve possível. Imediatamente entrou em contato com o setor responsável pelo programa no Governo Federal e solicitou a reposição desses médicos em todas as unidades de saúde, a resposta foi de que serão enviados, porém, sem data prevista — informou a Prefeitura.

Em 20 de dezembro, os profissionais participaram de palestras e encontros promovidos pela Prefeitura de Divinópolis para conhecer o funcionamento do programa e sistemática da saúde pública.

As unidades de saúde onde há a falta de médicos são Candidés, Ermida II, Campina Verde, Nova Holanda, Niterói, Afonso Pena, Itaí, CSU, Central e Nações.

Segundo a Prefeitura, os médicos recém-formados que vieram para Divinópolis já haviam feito provas para residência, recentemente foram aprovados e optaram, de maneira repentina, pelo desligamento do programa.

— Outros problemas enfrentados pelo município em decorrência deste desligamento de parte de profissionais do Mais Médicos é a super lotação na Unidade de Pronto Atendimento Padre Roberto (UPA) e a possibilidade de perda de recursos para o município — informou ainda a Prefeitura.

O programa tem como objetivo a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e foi iniciado em Divinópolis em março de 2014.

Comentários
×