Discrepância nos números

Discrepância nos números 

Com um número gigantesco de filiados, pelo menos no papel, o PSDB se apresenta como terceiro maior partido do Brasil. São cerca de 1,35 milhões de filiados, como consta no registo, no entanto, apenas 44 mil se habilitaram a votar nas prévias do partido neste domingo, 21, visando às eleições de 2022. Escolha remota que foi suspensa devido a problemas técnicos que impediram o registro dos votos. Por isso, o presidente nacional da sigla, Bruno Araújo, achou por bem suspender o processo após reunião com os três candidatos internos: os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-senador Arthur Virgílio. Uma nova data para o término da votação ainda não informada. Os votos presenciais foram computados com sucesso. Porém, a totalização deve ocorrer apenas ao final do processo de votação. Em Divinópolis, onde a legenda tem 1117 filiados, o principal nome do partido é o deputado federal Domingos Sávio, aliás, em toda Minas Gerais, onde já presidiu a sigla. Tem também outros rostos conhecidos: a presidente do Diretório Municipal, Eliana Piola, a advogada Adriana Ferreira, o ex-vereador Renato Ferreira, e o presidente da Câmara, Eduardo Print Jr. A turma trabalha direitinho e movimenta os bastidores pensando em 2022.  

 

Mesmo com inimigo 

A exemplo de Domingos Sávio, que ama o PSDB, atua com dedicação para o seu crescimento e nunca cogitou deixá-lo — mesmo com uns contribuindo para manchá-lo, como o deputado federal Aécio Neves —  há outros que seguem o mesmo rito.  O próprio Aécio que rechaça sair do partido, caso o governador de São Paulo, João Doria, seu inimigo político, seja escolhido pré-candidato à Presidência nas prévias. O neto de Tancredo afirma que a hipótese é ridícula e simplesmente não existe. É sabido que o deputado é um dos principais articuladores da candidatura do governador gaúcho, Eduardo Leite que disputa de forma acirrada, voto a voto o apoio dos tucanos. Situação que mostra claramente a divisão no partido. Doria e Leite chegam a trocar acusações durante a campanha, havendo inclusive denúncias de que o aplicativo de votação a ser usado na prévia permite fraudes. O processo de votação deve ser concluído nos próximos dias, mas com esse clima, a rivalidade de ir longe. 

 

Terceira dose 

Entre os que foram imunizados contra a covid-19, certamente, os mais felizes são os que tomaram a vacina Janssen. Isso porque se livraram da segunda agulhada e além disso, o efeito é mais rápido por se tratar de dose única. Mas, a alegria não durou muito tempo, eles também terão que tomar outra dose. Até aí, nada demais, pois quanto mais protegido, melhor. O problema é que as doses foram doadas pelos Estados Unidos e até onde se sabe, o imunizante ainda nem foi encomendado junto a empresa americana. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou no último sábado, que recebeu pedido da farmacêutica para avaliar a inclusão de dose de reforço na bula de sua vacina no intuito de manter ou elevar a imunização obtida após a vacinação primária. Por enquanto, a Agência apenas analisa o pedido com base nos dados e estudos desenvolvidos pela empresa e ainda definirá as possíveis condições de uso. Isso deve demorar ainda uns 30 dias conforme regras adotadas dentro da autorização de uso emergencial. Pelo visto só em 2022. Segue a expectativa de quem tomou. 

 

Aumentar empresas 

A comitiva oficial de Minas Gerais que esteve no Emirados Árabes Unidos até a última semana fechou acordo de cooperação técnica para fortalecer as relações entre o Estado, a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira e o Centro de Divulgação do Islan para América Latina (Cdial), representantes da população muçulmana. A parceria foi fechada com a presença do governador Romeu Zema (Novo), que integrou a missão oficial do Estado para buscar investimentos, a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte CDL/BH, além da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). O objetivo é aumentar o número de empresas instaladas em Minas Gerais aptas a chegar a países mulçumanos. Que venham, mesmo que consumam apenas produtos Halal, ou seja, feitos dentro das normas estabelecidas pela religião. Neste momento de recuperação da economia, qualquer investimento acrescenta. 



Comentários
×