Diretora do São João de Deus pede demissão e apoiadores iniciam campanha #FicaElis

'Picuinhas políticas' foram determinantes para a decisão

Da Redação

A superintendente do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), Elis Regina Guimarães, pediu demissão do cargo nesta sexta, 25. A informação foi confirmada pela própria gestora.

Saída

A saída da superintendente ocorre em meio a uma polêmica envolvendo a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) que, em prestação de contas na Câmara Municipal, mostrou documentos que supostamente apresentam divergências em cobranças de procedimentos médicos realizados pelo hospital. Conforme a pasta do Executivo, um procedimento com custo de R$5.478, por exemplo, após avaliação da Inteligência, passaria a custar R$ 599.
O vereador Israel da Farmácia (PDT) chegou a dizer que a situação se assemelhava com um esquema de superfaturamento. O secretário municipal de Saúde, Alan Rodrigo, negou a afirmação. Israel também disse que a situação era um crime que deveria ser investigado pela Polícia.

Reunião

O corpo clínico realizou uma reunião com os vereadores nesta semana para esclarecer a situação. No entanto, em reunião ocorrida na última quinta-feira, a diretoria do hospital foi duramente atacada por alguns vereadores durante a reunião ordinária. Roger Viegas (Republicanos) disse que a reunião organizada pelo hospital foi com o intuito de realizar uma "cortina de fumaça". Eduardo Azevedo (PSC) afirmou que, na sua opinião, o encontro foi um circo. Rodyson do Zé Milton (PV) ressaltou que se sentiu ofendido com a reunião e relatou não ter sido convencido com as explicações. Ney Burguer (PSB) atacou a direção do hospital, dizendo que toda a situação criada não passou de politicagem.

No entanto, dois vereadores de defenderam o hospital, Flávio Marra (Patriota) e Hilton de Aguiar (MDB). O emedebista fez duras críticas ao secretário Alan Rodrigo e afirmou que Elis Regina era perseguida e “queriam o cargo dela”. Já Marra encerrou sua fala com um “volta Amarildo”.

#FicaElis

Com o anúncio da demissão, diversos apoiadores começaram a campanha #FicaElis. A iniciativa busca convencer a diretora do hospital em continuar seus trabalhos à frente da instituição. Elis Regina Guimarães assumiu a diretoria do hospital em setembro de 2016 em meio a uma enorme crise financeira do CSSJD, que estava prestes a fechar.

Comentários
×