Dinheiro

João Carlos Ramos

A moeda corrente oficial da República Federativa do Brasil é o Real. Foi adotada em 1° de julho de 1994, durante o mandato do ex-presidente Itamar Franco, por meio do então ministro da fazenda, Fernando Henrique Cardoso. Temos atualmente seis cédulas (2, 5, 10, 20, 50 e 100 reais) e cinco moedas (0,05 - 0,10 - 0,25 - 0,50  e 1,00 real). Nas cédulas e nas moedas de 0,05 - 0,10 - 0,25 e moeda rara de 0,50, podemos constatar o rosto de "Marianne", figura pintada pelo artista francês Eugene Delacroix no quadro:  "A liberdade guiando o povo", que, por sua vez, inspirou a Estátua da Liberdade (presente da França para os Estados Unidos, por ocasião da comemoração do centenário da assinatura da declaração de sua independência). Desde então se tornou comum estamparem o rosto da referida mulher como símbolo da liberdade, relembrando a Revolução Francesa.

Foi divulgado oficialmente pelo governo que, no fim do mês de agosto do corrente ano, será lançada a cédula de 200 reais, tendo a figura do rosto de Marianne e, no verso, a figura do animal em extinção lobo guará. Podemos observar que, a partir de então, teremos sete cédulas no Brasil. À luz da ciência esotérica, sabemos que os números e as cartas astrais "não falham jamais". Pois bem! Vamos à análise: a liberdade e o lobo (lobo é figura do mal).

O número sete significa perfeição e cinco é graça. Estamos sob a regência de leão, cuja oposição zodiacal (11) trouxe a covid-19. Porém, sabemos também que tudo que é parcial será aniquilado, seguindo o caminho superior da pirâmide de Enoque. A vida é cíclica e, por isso, "o que está embaixo é como o que está em cima" ("Tábua de Esmeralda", de Hermes Trismegisto). Jesus Cristo, sendo a encarnação da divindade, não possuía  dinheiro e aconselhou seus discípulos a não levarem dinheiro em seus alforjes (Lucas 9:3). Todos iriam condená-lo em nossa era moderna, devido à dependência deste.

Olhando pelo prisma astrológico, afirmamos que o dinheiro pertence à casa dois, cujo nativo é do signo de touro, cuja oposição mora na casa oito, pertencente a escorpião, sua oposição/atração.

O planeta vênus mora na casa do tesouro, mas também do amor, que exige sacrifício total e, além do mais, seu destino é a terra literal, também em oposição à modernidade.

O rei se tornou escravo e o prazer uma tortura, dentro dos mistérios zodiacais. Os demais nativos são influenciados em grau inferior e sob o comando do sol se faz mister a ação da balança da justiça.

A ordem é dada então ao signo de libra, cujo coração está na casa um (áries, o grande aventureiro), cuja ação repele os signos individuais que vão da casa um até a seis (virgem)

A felicidade não existe na casa da riqueza, escrava do amor, e o amor, sendo escravo de todos, não possui nada. A linguagem astrológica é muito profunda e sei da dificuldade de muitos em compreender a linguagem entre linhas dos caminhantes do saber. Resumidamente, o dinheiro é um mal necessário! Quem ama o dinheiro nunca se fartará dele, diz um provérbio de Salomão.

A dinheiro nos salva do lamaçal das dívidas e nos lança em outras desnecessárias. O dinheiro atrai a traição, a inveja e todos os perigos, envoltos em trajes enganosos.

A mensagem da liberdade estampada em nosso dinheiro representa a república, mas a república apenas o desejo.

jocarramos@gmail.com

Comentários
×