Diesel tem aumento médio de quase 4%

 

Jorge Guimarães

Enquanto o etanol teve queda no preço, o diesel fez o caminho inverso. A Petrobras anunciou o aumento do diesel nas refinarias. O acréscimo foi de R$ 0,0810 por litro, ou, em média, de 3,9%, e começou a valer ontem. O repasse ao consumidor dependerá das distribuidoras e postos, pois o mercado de combustíveis é de livre comércio em relação a pratica de preços. A gasolina, por sua vez, segue sem aumento.

O acréscimo é o primeiro desde o último dia 13, quando a estatal anunciou alteração em sua política de preços, que deixou de ter periodicidade definida para os reajustes.     

Divinópolis

Em recente pesquisa, realizada entre os dias 23 e 26 de junho último em quatro postos de Divinópolis, a Agência Nacional do Petróleo verificou que o preço médio do diesel praticado na cidade foi de R$ 3,65. Já o mínimo ficou na casa dos R$ 3,56, e o máximo chegou a R$ 3,79. Na região Centro-Oeste, a cidade de Oliveira é que registrou o menor preço médio, fixado em R$ 3,51, e Pará de Minas o maior deles, de R$ 3,70.

A boa notícia, entretanto, é que o preço do diesel teve uma redução de 4,19%, durante o mês de junho, em Divinópolis. O valor médio começou o mês em R$ 3,81, e fechou em R$ 3,65. Mas, pelo visto, a alergia durou pouco, como sempre acontece no mercado de combustíveis. É um sobe desce de preços que, na maioria das vezes, nem chega ao consumidor.

Etanol

O etanol continua no mesmo ritmo de maio passado, quando teve seu preço médio reduzido em 5,36%. No mês de junho o valor médio começou cotado em R$ 3,14 e fechou o mês sendo comercializado a R$ 3,04, uma redução de 3,18%. Mesmo que menor do que o mês anterior, a continuação de baixa no preço do etanol sempre será bem-vinda para o consumidor. 

   

Comentários
×