Despedida honrosa

Batendo Bola

 

José Carlos de Oliveira

 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 

Despedida honrosa

 

Para tristeza daqueles que torciam contra e faziam de tudo para dar errado, o Guarani venceu o Tupi por 2 tentos a 1 no fim de semana e permanece na disputa do Módulo II do futebol mineiro para a próxima temporada. O resultado final– a 6ª posição na tabela de classificação –, não era aquilo que todos no clube almejavam e buscavam, mas, face a todos os problemas vividos pelo Bugre nos últimos meses e a total falta de apoio (e até mesmo perseguição de alguns), até que ficou de bom tamanho.

 

Gol salvador 

 

E não poderia ter acontecido de outra forma, que não a batalha do último sábado frente o Galo de Juiz de Fora, com o time alvirrubro correspondendo em campo, com uma boa atuação de quase todos os jogadores. O bonito gol, aos 36 minutos da etapa derradeira, lavou a alma da galera e chegou para premiar um atleta que, se não foi o melhor do elenco na disputa, foi um dos mais regulares durante todo o estadual, o meia Rendell.

No geral, no duelo do último sábado, se não foi brilhante nos 90 minutos, o time mostrou brio e vergonha na cara, lutando pela vitória durante toda a partida. Valeu pelo resultado e pelo empenho e a força de vontade de todos.

 

Agradecimentos

 

Neste momento de despedidas, nada melhor do que a atual diretoria tirar um momento para reflexão e realmente agradecer, de todo o coração, a todos que se mantiveram lado a lado com o Bugre durante este ano, apoiando o clube nos momentos de dificuldade, porque realmente é quando tudo joga contra que os verdadeiros amigos aparecem para nos levantar e jogar o astral lá para cima. 

E foi isso que aconteceu neste ano. Enquanto uns torciam contra e faziam de tudo para dar errado, tinha também aqueles que realmente amam o clube e apareceram para dar suporte à diretoria. 

A todos esses, conhecidos e anônimos, fica o agradecimento de toda a nação bugrina.  

 

Foto: Reprodução/Instagram

 

Mais uma vez Rayssa

 

E a fadinha do skate continua fazendo bonito pelo mundo afora. Depois de conquistar a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a skatista Rayssa Leal voltou às pistas no fim de semana e dessa vez ficou com a primeira colocação.

Precisando arrebentar em sua última manobra, a menina de apenas 13 anos somou logo um 8,5 de nota e superou as rivais na etapa de Salt Lake City do Street League Skateboarding (SLS), da Liga Mundial de Street, ficando com a primeira colocação e deixando a japonesa, campeã olímpica, Funa Nakayama com a segunda posição.

 

Foto: Reprodução

Comentários
×