Derrota liga o alerta

Batendo Bola

 

José Carlos de Oliveira

 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 

Derrota liga o alerta

 

Pelas circunstâncias da partida ‒ com dois jogadores a menos (o goleiro Fábio e o volante Adriano foram expulsos ainda no primeiro tempo), além de um pênalti a seu favor não marcado pelo árbitro do jogo quando o duelo ainda estava empatado em 0 a 0 ‒, a derrota do Cruzeiro na estreia da Série B não foi o desastre que muitos apregoam por aí. Foi péssima, sim, para o clube e mais uma imensa tristeza para a China Azul, mas está bem longe de ser o drama que alguns alardeiam em seus comentários e noticiários nos meios de comunicação. 

 

Péssimo

 

O resultado foi, sim, muito ruim para a Raposa ‒ e, mais do isso, deu corda para a turminha do contra, que faz de tudo para jogar o ambiente na Toca ainda mais para baixo ‒, mas está a anos luz de ser o fim do mundo. Por tudo que aconteceu no duelo, o 3 a 1 foi um resultado até normal, mas que mesmo assim serve de alerta para todos no clube estrelado, a começar pela comissão técnica e jogadores, sem deixar de lado a diretoria, que é quem mais deve se preocupar com tudo que rola no Cruzeiro.

 

Trabalho

 

E que eles não esperem moleza por parte de alguns profissionais da imprensa, que buscam sempre o lado negativo nos noticiários, procurando ibope e mais alguns minutos de audiência. Deixem de lado esse ambiente hostil e tratem de trabalhar duro para viver dias melhores. Essa é a única receita para a turma celeste viver dias melhores.

 

Vencer e vencer

 

E tem mais: que encarem de frente os problemas que estão vivendo no dia a dia e tratem de dar o seu melhor na próxima partida do time. E o compromisso deste meio de semana pela Copa do Brasil ganhou ainda mais importância para os lados azuis das Minas Gerais e, a partir de agora, vencer e vencer tem que ser a palavra de ordem.

E no jogo da próxima quinta-feira, frente o Juazeirense, outros ingredientes estarão colocados na balança e passar pelo time baiano passa a ser primordial para o clube estrelado, não somente pelo lado técnico, mas principalmente pelo financeiro ‒ pois, para o Cruzeiro, que não anda nada bem das pernas, os mais de R$ 2 milhões de cota podem ajudar e muito.

 

Mineiros começam mal

 

Se na Série B o Cruzeiro foi um desastre só, na divisão principal do Campeonato Brasileiro no fim de semana, as coisas também não foram boas para os mineiros ‒ Galo e Coelho começaram o campeonato com derrotas. E num torneio de pontos corridos, esses são três pontos que não serão mais recuperados.

 

Está devendo

 

A derrota mais sofrida foi a do Atlético, que perdeu em casa para o Fortaleza ‒ e o que é infinitamente pior: merecendo a derrota. O time do técnico Cuca nem de longe mostrou a força que o coloca entre os favoritos ao título. Fez 1 a 0 na primeira etapa com Hulk (foto), sentou em cima da vantagem e levou a virada no segundo tempo, frustrando a Massa, que confiava na equipe e esperava era mais uma goleada de Hulk e cia. limitada. 

E que ninguém se engane: pelos investimentos que foram feitos pelos mecenas que apostam no futuro do Galo, a cobrança daqui para frente será ainda maior ‒ e, se os resultados não acontecerem para já, tudo pode desandar de vez.

 

Vendeu caro

 

O gol no fim do jogo em Curitiba foi um duro castigo para o América ‒ que entra na Série A pensando em permanecer na elite e todo ponto perdido pode fazer falta no final, e nem adianta reclamar. Contra times que vão brigar no meio da tabela, como é o caso do Athletico, todo pontinho perdido fará, sim, muita falta na hora do vamos ver. 

Comentários
×