Deputado faz balanço sobre fim de mandato

Maria Tereza Oliveira

A poucos dias para o fim do ano e chegando ao final do segundo mandato como deputado federal, Domingos Sávio (PSDB) recebeu a reportagem do Agora para fazer um balanço do último ano e apresentar as perspectivas para o próximo mandato que tem início em 2019.

O político relembrou o período das eleições, destacou os votos brancos na cidade que poderiam ter elegido mais um deputado federal e se comprometeu a trazer recursos para Divinópolis.

Este ano será o sétimo mandato de Domingos na política. Além dos mandatos como deputado federal, ele já foi prefeito de Divinópolis, vereador e deputado estadual.

Balanço

O deputado disse que as eleições deste serviram para mostrar que a população deixou seu recado nas urnas.

Domingos comentou a queda dos votos na cidade, mas destacou o aumento da popularidade em outros municípios.

— A minha forma de reagir a isso será trabalhando mais. Alguns talvez tenham me avaliado que a queda de votação na cidade fosse comprometer minha vontade de trabalhar pela cidade. Mas o efeito foi o contrário — afirmou.

Crise

Durante todo o ano, o país tem passado por uma crise financeira. O efeito cascata respingou nos estados e afetou diretamente os municípios. Só o Governo de Minas deve mais de R$ 10,5 bilhões aos municípios, dentre eles, quase R$ 100 milhões para Divinópolis.

Com isso duas áreas foram mais afetadas na cidade: a educação e a saúde. Os servidores da educação chegaram a entrar em greve geral por quase um mês, enquanto alguns médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade chegaram a adotar a “operação tartaruga”. Domingos comentou a situação.

— Tenho ajudado trazendo recursos. Acabei de conseguir verbas para dois Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei’s) em duas obras do Governo Federal que tinham sido canceladas. Também ajudei a UPA — exemplificou.

O político reconheceu que a falta de representatividade será mais um obstáculo para a cidade.

Reformas

Domingos Sávio afirma que para solucionar a situação serão necessárias medidas duras. Dentre as ações que ele enumerou, a polêmica reforma da previdência foi citada.

A polêmica proposta de 2017 visa fazer alterações no tempo de contribuição do trabalhador para a aposentadoria. Sempre que volta a ser pauta, a proposta divide opiniões e vira tema de discussões.

— Tentaram usar minha postura em relação à proposta da previdência e me tirar votos por causa dela — reclamou.

De acordo com Domingos, a reforma é necessária.

— Lutar contra a reforma é como alguém que está doente não querer tomar remédio. Ela vai acabar morrendo — opinou.

Perspectivas

Mesmo com o cenário desfavorável, o tucano foi otimista em relação aos próximos anos de mandato.

— Temos de trabalhar e nos comprometer e também tomar algumas medidas. Não podemos nos lamentar. Apesar da crise que estamos vivendo, teremos dias melhores — salientou.

Fake news

Um dos assuntos mais comentados nos últimos tempos foi a popularização da fake news. Domingos Sávio comentou a situação e disse que esta foi a campanha política mais difícil da qual participou.

— Sempre me preservei no caminho da verdade e, embora eu tenha lidado com as fakes news, e a verdade sempre prevalece — disse.

O tucano aproveitou para afirmar que nunca teve envolvimento com nenhum ato de corrupção, que não há processos contra ele e que suas contas da campanha foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

— Embora tenha ocorrido uma intensa campanha contra mim, principalmente em Divinópolis, eu respondi com trabalho — ponderou.

Ele afirmou que durante a campanha política, alguns adversários o atacaram. Ele disse que os boatos e mentiras a seu respeito arranharam sua imagem, mas que isso o deixa mais motivado para retribuir a confiança dos eleitores e também para resgatar sua história na cidade.

— Os fakes news são como fumaça e desaparecem. Porque eles não são fundamentados na verdade. Infelizmente algumas pessoas acharam que tirando meus votos iria eleger “João” ou “José”. Não funcionou e alguns ficaram tão preocupados em fazer campanha contra mim que não fizeram a favor deles — destacou.

Sozinho em Brasília

Divinópolis perdeu um representante na Câmara de Deputados. Em 2014, foram eleitos dois deputados federais: Domingos Sávio e Jaime Martins (Pros). Este ano porém, Domingos Sávio foi o único da cidade a permanecer com a vaga na Câmara de Deputados com 80.990 votos.

— Acho que a cidade perdeu porque eu gostaria que a gente tivesse conseguido eleger pelo menos três deputados federais e três estaduais para trazer mais recursos para a cidade — lamentou.

E continuou:

— Vivemos um momento difícil. Muita gente votou branco ou nulo e acabou atrapalhando na eleição de candidatos da cidade. É importante ter representantes comprometidos com a região — realçou.

Comentários
×