Depois de aumentos seguidos, preço da gasolina tem queda

 

Jorge Guimarães

A Petrobras tem repassado boas notícias nos últimos dias aos consumidores de todo o país. Desde o último dia 17, o preço da gasolina só vem caindo, dentro da nova filosofia de composição de preços de vendas às distribuidoras. A queda começou com a queda em -3,8%, seguida de -1,4% no dia 18 e com previsão de nova redução, hoje, em -2,6%. Assim o combustível teve queda nos últimos dias totalizando – 7,8%, mas resta saber se o mesmo deve chegar às bombas dos postos, para assim o consumidor poder usufruir da baixa, antes que uma nova alta. 

Agora, o comportamento do mercado fica a mercê da especulação de preços, que vai gerar uma livre concorrência entre os postos de combustíveis. Pois muitos deles ainda não tinham repassado, totalmente, o último aumento e agora vêm as quedas nos preços. E quem ganha com isso é o consumidor que até o momento vinha pagando o rombo da Petrobras.

Preços

O preço médio praticado em Divinópolis, segundo levantamento da Agencia Nacional de Petróleo (ANP), realizado em nove postos foi de R$ 4,129, sendo que o menor preço praticado foi de R$ 3,959 e o máximo chegou a R$ 4,290. Levantamento este realizado entre os dias 12 e 18 deste mês. Em Bom Despacho, no mesmo período, o preço médio ficou em R$ 4,152, em Itaúna a pesquisa mostrou um preço de R$ 4,020. Em, Oliveira o preço médio levantado foi de R$ 4,101 e, em Pará de Minas, R$ 4,261.

A mesma pesquisa, realizada em 302 pontos de vendas, mostrou que o preço médio em Minas Gerais é de R$ 4,035, sendo o menor preço R$ 3,705 e o maior praticado ficou em R$ 4,630.

— Espero que os donos de postos repassem esta queda, pois quando era para aumentar, ocorria na mesma hora. A pesquisa agora vai ser de vital importância para a economia do nosso bolso — avalia o representante comercial Márcio Oliveira.

 

Comentários
×