Delete

Israel Leocádio

Olá! Como vai? Nestes dias em que tudo tem sido realizado de forma on-line, em que o virtual é a nova realidade (talvez o virtual tenha sido, de alguma forma, concreto), recebemos uma série de mensagens, não é mesmo? Postagens de pensamentos, reflexões interessantes, filmes, Tik Tok, vídeos rápidos, conselhos de psicólogos, médicos, política... Tudo! Ufa! Chega a cansar. Mas, às vezes, é algo que deixa uma mensagem. E pode ser interessante! Recebi uma, engraçada, mas que mereceu minha reflexão. Dizia: “Delete o ano de 2020, porque veio com vírus”. Ótimo! Bem espirituoso! Contudo, sem ser um cara chato, mas já sendo, pergunto se devemos realmente deletar tudo.

Há coisas que, de fato, devemos apagar (não deixar nem na lixeira de nossa mente), porque fazem mal. É seguir o conselho da Bíblia, que diz: “uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo...” (Filipenses 3.13,14). Há coisas que precisam ser deixadas para trás. São um peso desnecessário, uma carga inútil. Porém nem tudo deve ser esquecido.

A questão que mais tem mexido com a humanidade nestes dias de pandemia é a incerteza. Estamos inseguros quanto ao amanhã. Não sabemos como serão as coisas. Não existe amanhã! Isso é bem pessimista, não é mesmo? Mas é o que está em primeiro lugar na mente das pessoas. E se eu dissesse a você que nunca houve amanhã? Isso mesmo! Nunca tivemos a garantia do amanhã! É a conclusão bíblica. 

Na carta de Tiago (4.13-16) diz: “Ouçam agora, vocês que dizem: Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro. Vocês nem sabem o que acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Em vez disso, deveriam dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”. O amanhã pertence a Deus. Se vivemos o hoje é porque Deus nos permitiu vivê-lo. Por isso, colocar nossa ansiedade sobre o futuro nas mãos de Deus é um excelente conselho bíblico.

Bem, o amanhã é uma incógnita. O amanhã é um tempo não conhecido para o homem. Ainda assim, a Bíblia não diz que devemos viver alienados. Antes, devemos pensar no amanhã e colocá-lo nas mãos de Deus (que é o único que conhece o amanhã), para que, aprovando Deus, tenhamos paz.

Então, nem tudo deve ir para nossa caixa de lixo. Nem tudo deve ser deletado. Na realidade, isso é o que muitos desejam que façamos. Refiro-me àqueles que pretendem governar no futuro (desconhecido, porém, provável). Tudo o que os inescrupulosos e mal intencionados candidatos desejam é que o brasileiro não perca sua tradição: esquecer o passado. Peço: não delete tudo!

Talvez alguém pense: esse cara não deveria estar falando de Deus nesta coluna? Não deveria falar de Bíblia? Se você pensou assim, pensou certo! Estou falando de Deus e de Bíblia. 

O Deus da Bíblia não manda seu povo se alienar. Antes, orienta-os a pensar, observar, interagir com aquilo que diz respeito a nós. É de nossas vidas e de nossas famílias que estamos falando. O Deus da Bíblia separou homens certos para liderar (principalmente em tempos de crise). Orientou seu povo a pedir conselhos a Ele quanto a quem escolher como líder. Conduziu seu povo a não ser conivente com homens injustos. Puniu os injustos. Levou o povo a refletir sobre a injustiça social praticada por governantes. O mesmo Senhor que nos orienta a obedecer autoridades também questiona quem escolhemos para estar sobre nós, a quem damos autoridade.

Está escrito: “Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme” (Provérbios 29.2). O amanhã pertence a Deus. Mas a escolha de como será o amanhã cabe a nós. Não delete tudo! É tempo de lembrar por que os hospitais não tiveram como cuidar de milhares; por que faltaram medicamentos, médicos, ambulâncias, planejamento; por que falta emprego, apoio social; por que somos esquecidos por três anos e somos lembrados nas vésperas das eleições. 

Não delete o ano de 2020 por ter vindo com vírus. Você pode estar abrindo precedente para que 2021 o “câncer da injustiça” continue se alastrando. Pense nisso!

ileocadiodasilva@yahoo.com

Comentários
×