Delegado regional pode assumir comando da Polícia Civil em Minas Gerais

Da Redação 

A votação para eleição da chefia de Polícia Civil de Minas Gerais acontece no dia 10 de dezembro, pela internet, de 10 às 17 horas, por meio de um link específico na capa do site do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindepominas). Poderão participar da votação todos os filiados do sindicato. 

Seis delegados se candidataram a fim de compor a lista tríplice. Um dos delegados que se candidataram é o delegado chefe do 7° Departamento de Polícia Civil de Divinópolis, Ivan José Lopes. 

Segundo o delegado, a escolha de um chefe de policia é feita sempre no começo de um novo governo, pelo governador do estado. O sindicato está tentando modernizar o processo de escolha, para que a decisão seja mais democrática, mais técnica e menos política.

Por acreditar que isso é interessante e será bom para a instituição, e consequentemente para todo o estado, Ivan se candidatou.

Para ser delegado de policia de nível geral, é necessário estar no último nível da carreira e possuir, no mínimo, 20 anos de Polícia. Como Ivan possui 21 anos de carreira e está no cargo de delegado geral desde 2015, ele pode se candidatar. Caso o seu nome figure entre os três mais votados, o sindicato irá enviar a sugestão de nome ao governador Romeu Zema. 

Além de Ivan José Lopes, os outros candidatos que estão participando dessa iniciativa são os delegados Ana Cláudia Perry, André Pelli, César Augusto Monteiro Alves Júnior, Luiz Flávio Cortat e Victor Hugo Heisler. 

Ivan conta que sabe das dificuldades do cargo, o quanto ele é "complexo e dificílimo", mas, segundo ele, não se trata de uma aventura da parte dele ou de um mero poder pessoal. Ao contrário, diz o delegado, se trata de uma doação.

Caso venha a ser escolhido pelo governador, Ivan ressalta que pretende contribuir para o processo, tornando a polícia mais moderna, eficiente, honesta, transparente e para que as investigações possam ser mais exitosas. 

Comentários
×