Definido novo comandante do 23º Batalhão

Rafael Camargos


A Polícia Militar segue realizando diversas mudanças nos comandos dos seus batalhões em todo o Estado, inclusive em Divinópolis. Promovido a coronel no último dia 15, o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, Marcelo Augusto dos Santos, assumirá a 7ª Região da Polícia Militar. Depois de duas semanas, o martelo foi batido e Marcelo já tem um substituto, que deve assumir o cargo de comandante do 23° em fevereiro.

Quem assumirá o posto é otenente-coronel Rodrigo Teixeira Coimbra, que atualmente chefia o 7º Batalhão da Polícia Militar em Bom Despacho. Ele tem 25 anos de carreira militar.

Chegandoà cidade, na primeira semana de 2018, antes de assumir por definitivo os trabalhos no batalhão, Rodrigo deve ficar na cidade por um mês, para conhecer a rotina e o dia a dia da corporação.

A passagem de comando deve ocorrer no dia 9 de fevereiro.Com a saída do tenente-coronel Rodrigo, o tenente-coronel Roberto Martins, natural de Belo Horizonte, comandará o 7º BPM, em Bom Despacho.

 

Região

Com a promoção publicada no último dia 15, o atual comandante do 23º Batalhão, tenente-coronel Marcelo Augusto dos Santos,ficará responsável pela 7ª Região.

O ato assinado pelo comandante da PM em Minas Gerais, Helbert Figueiró de Lourdes, fala sobre a passagem para reserva de alguns comandantes – a exemplo do atual da 7ª, Willian Carvalhaes – e da necessidade de se fazer as transições das respectivas funções.

O documento destaca também a continuidade nas atividades estratégicas da corporação. As promoções serão efetivadas a partir de 1º de fevereiro e logo depois, ainda no início do mês, haverá as passagens de comando. 

 

Mudanças


Marcelo Augustorevela que haverá mudanças na estrutura a partir de 2018, visando à liberação de mais policiais para o serviço operacional. Essas mudanças deverão ocorrer a partir do dia 1º de janeiro.

O comandante afirma que haverá um grande reforço nas ruas, por militares que atuam na administração – setor que será enxugado. Alguns destes policiais serão enviados para o policiamento rodoviário.

O aporte nas rodovias visa a evitar principalmente crimes como explosão a caixas eletrônicos, roubos de veículos e tráfico de drogas e armas.

— Com essa liberação dos militares das atividades administrativas, serão reforçados também os municípios subordinados à 7ª Região. Ainda não temos a quantidade, mas, tão logo ocorra a reestruturação, esses dados estarão disponíveis — relatou.


Foco e trabalho


O novo comandante da 7ª Regiãodestaca que o objetivo é manter o foco no trabalho preventivo e ostensivo junto à comunidade. Marcelo Augusto conta que o resultado é bastante positivo neste um ano em que esteve à frente do batalhão, tendo como resultado uma redução de 36% dos roubos em Divinópolis.  

Em números absolutos, isso significa 900 roubos a menos, sendo a cidade a segunda no Estado com maior queda nos registros dessa modalidade de crime.

— Os roubos em Divinópolis são a principal prática criminosa registrada, ou seja, 95% dos crimes violentos se referem a roubos — explica.

 

Região e efetivo

 

A 7ª Região tem sob seu comando 50 municípios, onde estão distribuídas sete unidades operacionais com um efetivo de aproximadamente 1,8 mil militares.

— As mudanças que começaram por Belo Horizonte. A partir de janeiro vamos aplicar nos municípios da região Centro-Oeste — completou.

Comentários
×