De surpresa!

 

O prefeito de Carmo do Cajuru, Edson Vilela e assessores levaram um susto quando o candidato ao governo do estado pelo PSDB, Antonio Anastasia telefonou dizendo que estava chegando. Isso foi na terça-feira, 21, com Edson Vilela de interrogação na cabeça, pois até então apoiava a candidatura de Márcio Lacerda, que saiu do pleito.

Na verdade 

Anastasia foi gravar um programa eleitoral e conversou com Edson longamente. Obteve informações valiosas que serão divulgadas na propaganda eleitoral, mas o resultado do encontro está a sete chaves, e até a gravação ficou em segredo. Vilela, além de competente, é antenado, de sorte, e está sempre próximo de onde tudo acontece.

 Figurinhas 

O maquiador Kelson Mendonça, a empresária Cida Malta e o sociólogo José Elísio Batista Leite integram o time de 40 personalidades que vão compor o primeiro fascículo do terceiro Álbum de Figurinhas elaborado pelo fotógrafo e historiador Welber Skaull.  Com lançamento amanhã, às 10h, na Festa Literária de Divinópolis (Flid), a publicação é um sucesso e virá em formato diferenciado.

 História 

Desde 2012, Welber pesquisa e junta material para contar a história de Divinópolis. Em 2016, ele agregou 252 nomes e fotos de personagens em 24 páginas. Os 1.000 exemplares originaram 1.190 cópias de cada figurinha, gerando quase 300.000 figurinhas, que representam a história de Divinópolis, de forma lúdica para que crianças e adolescentes tenham fácil acesso e maior assimilação dentro do universo deles, de forma divertida e de interação com os pais, professores e colegas.

 Renovação? 

Cálculos dos próprios parlamentares apontam que a renovação na Assembleia Legislativa de Minas deve ser a mais baixa dos últimos tempos. Se contar com os 13 deputados que não vão disputar mais um mandato, os outros 64, que têm a ajuda de recursos do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário para fazer suas campanhas, há mais um fator a considerar: o alto número de brancos e nulos e a insatisfação do eleitor, que vai beneficiar quem já está na cadeira.

 Desisto 

Em carta aos mineiros, o deputado federal Jaime Martins justifica a saída de cena das eleições deste ano. O parlamentar de cinco mandatos, que foi cogitado como vice de Márcio Lacerda para o governo de Minas e posteriormente ameaçou disputar uma vaga no Senado, se insinua desencantado com o andar da carruagem.

 E agradece

 No documento, ele agradece ao eleitorado que o levou ao Planalto central e reforçou que a bandeira da caminhada ao longo dos últimos meses foi de superar “a descrença, a desconfiança e adversidades que permeiam esse momento da vida nacional e iniciar um novo tempo para reconstruir Minas Gerais e o Brasil”.

 Sorrateira

 Jaime diz que a decisão foi tomada após os fatos que culminaram com a retirada da candidatura de Márcio Lacerda ao Governo de Minas. “... oi destituído de maneira sorrateira e covarde num projeto livre, de espírito público republicano, de renovação, de um novo caminho por Minas”, concluiu.

  Valorizar

 Segundo o parlamentar, o mundo contemporâneo não dá o direito de andar para trás e é preciso reconhecer e valorizar as pessoas que não abrem mão de seus princípios nem de suas idéias. “Defendo e sempre defenderei uma política de respeito e um lugar onde todos podem se sentar e dialogar para construir consensos”, reafirmou.   

 Juntos 

Jaime conclui lembrando que trabalha por dias melhores, com total liberdade e transparência. “Continuarei na luta das idéias e dos bons debates sobre a necessidade da construção de novos rumos para o futuro de Minas Gerais e do Brasil – encerra.

 

Comentários
×