Daniel Bicalho lança obra infantil ‘Como enfrentar um boi bravo’

 

Jorge Guimarães

Ocorre na próxima terça-feira a estreia literária de Daniel Bicalho, nome importante no universo das livrarias de Minas Gerais e que agora se lança como autor. Com direito a noite de autógrafos, será realizado, na Boutique do Livro, a partir das 19h, o lançamento de “Como enfrentar um boi bravo”. O novo livro infantil da Gulliver Editora tem ilustrações a cargo de Luciano Rodrigues.

Livreiro

Trabalhando com livraria desde 1990, Daniel Bicalho resolveu se dedicar exclusivamente aos livros em 1995, quando cursava direito.

— Nessa época, descobri que seria “livreiro” e não advogado. Passei minha vida entre os livros e convivendo com leitores e escritores.  Minha formação passou pelas páginas dos livros. Não concebo viver sem ler — explica Daniel Bicalho.

História

Entre conversas e pedais, o papel ganhou uma história real.

— Não me considero um autor. Essa história do livro aconteceu de fato com o meu filho mais novo, Gabriel.  Só repassei para o papel uma conversa que tivemos num dos “pedais” que sempre fizemos nas estradas rurais de Divinópolis — conta Daniel.

Inspiração

Conversar com crianças, principalmente filhos, pode se tornar também uma conversa de gente grande. E entre estes diálogos, boas inspirações vêm à tona.

— Conversar com as crianças é fonte de inspiração para muitos livros. Clássicos da literatura surgiram assim. Esse livro veio pronto. Quando tive essa conversa com o meu filho, há uns cinco anos, vi na hora esse livro pronto. O “Como enfrentar um boi bravo” fala de não se desesperar frente aos problemas da vida. Fala sobre entender que a vida vai sempre apresentar problemas e que nós temos condições de lidar com eles. É aquela música do Walter Franco que gosto de repetir quando me deparo com problemas que aparentam não ter solução: “Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo” — detalha Bicalho.

Gulliver

A Gulliver Editora surgiu de uma “viagem”: o conhecer novos mundos, descobrir a beleza escondida em gavetas, cadernos ou arquivos de computador e apresentá-la aos leitores em papel ou no digital foi a inspiração.

— Editar livros é uma aventura que se justifica à medida que “tesouros” são encontrados e vêm a público encantar e transformar o mundo do leitor — analisa Daniel Bicalho.

Parceiras

A Gulliver Editora possui parcerias com grandes distribuidoras, que levam suas obras para as melhores livrarias do país. A Gulliver Editora também é uma das organizadoras da Festa Literária de Divinópolis (Flid), evento anual realizado em Divinópolis.

 

Comentários
×