Da roça para a China: mercado em Xangai venderá de queijo a frango caipira

Da Redação

Queijos, cafés, cachaças, frango caipira, mel, pão de queijo e outras iguarias típicas vão sair das terras de pequenos produtores de Minas Gerais diretamente para a China. Para vender as delícias da roça aos consumidores orientais, a Fundação Doimo, responsável pelo Mercado de Origem, vai abrir uma filial do espaço em Xangai, que tem mais de 24 milhões de habitantes.  

Outubro

Os itens, que vão atravessar o oceano a partir do segundo semestre deste ano, serão comercializados em um espaço de 500 mil metros quadrados. O empreendimento deve ser aberto em outubro, quando também será inaugurada a primeira unidade do Mercado de Origem em BH.

Emater

Mais de três mil fabricantes já se mostraram interessados na exportação. O projeto é em parceria com a Emater-MG, que atua na seleção e capacitação dos interessados.  O objetivo é aproximar o pequeno produtor agropecuário do consumidor final, eliminando atravessadores, para tornar o preço mais vantajoso tanto para quem compra, quanto para quem vende.

 

Comentários
×