Cruzeiro expulsa conselheiros

José Carlos de Oliveira

 

Cruzeiro confirmou de forma oficial a expulsão de conselheiros que recebiam salários para prestar serviços ao clube, o que está proibido pelo estatuto. Desde ontem os nomes de 30 conselheiros efetivos e natos já não fazem mais parte do Conselho Deliberativo, por terem descumprido normas expressas no estatuto social do clube estrelado. 

 

O fato

 

No início de março o Cruzeiro notificou um total de 31 conselheiros que teriam infringido as normas, recebendo através de pessoa jurídica e sendo diretamente beneficiados. Após este período todos tiveram direito à defesa, informando qual era o objeto do contrato de prestação de serviço e quais eram as atribuições. E agora, após o clube receber e analisar todos os casos, verificando a veracidade das informações dos registros contábeis, e comprovando o recebimento por parte dos mesmos, 30 conselheiros estão sendo notificados sobre a perda do mandato. Destes, 11 são conselheiros efetivos e para as suas vagas serão convocados suplentes.

O Artigo 18, do Estatuto da instituição, é claro quanto à proibição e as consequências da infração. “O Associado Conselheiro Nato e Associado Conselheiro, contratado como empregado do Clube, perde o mandato e o suplente de Conselheiro será excluído do quadro de suplência”. E o Artigo 19 ainda complementa: “É vedada a remuneração dos membros da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo e de Conselheiro do Cruzeiro Esporte Clube.”

Os nomes dos conselheiros expulsos são: Ângelo Augusto Viana, Alexandre Francisco Lemos, Alonso Miranda da Silva, Ângelo Cattabriga, Carlos Alberto Monteiro de Oliveira, Edson Nego Brandão, Eliezer de Souza Matos, Fernando José de Souza, Fernando Ribeiro de Morais, Geraldo Parreiras Miranda, Gislene Batista de Oliveira, Gustavo Henrique Perrella, Hudson Barbosa de Moura, Jairo Venâncio de Brito, João José de Adballa de Brito, Jorge Lúcio Turci, Jorge Washington Ferreira, José Maria de Paula, Luiz Claudio de F. Rocha, Marco Túlio Martins, Maurício Cattabriga, Older Bastos Milhorato, Paulo Henrique de Mello Peluso, Paulo Roberto Lopes Soares, Roberto Márcio de Freitas Richa, Ronaldo de Assis Carvalho, Sérgio Nonato dos Reis, Vitorio Galinari, William Batista Peixoto e Wilmer Zaratini Mendes.

 

Novo Conselho

 

As eleições marcadas para o próximo mês continuam na ordem do dia no Cruzeiro. Em nota oficial publicada em seu site, o clube estrelado tornou sem efeito a nomeação assinada pelo vice-presidente e pelo secretário do Conselho Deliberativo no documento intitulado ‘Deliberação da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo do Cruzeiro Esporte Clube’, que nomeava os membros que participariam da eleição marcada para o dia 21 de maio.

No entender dos dirigentes o documento fica sem efeito por não constar a assinatura do presidente em exercício do Conselho Deliberativo. O clube esclarece que nesta sexta-feira, 24, ocorrerá a nomeação efetiva da referida comissão, cumprindo assim tudo que está escrito no estatuto.

 

Reforço

 

O primeiro reforço para a era Enderson Moreira na Raposa foi confirmado pelo clube estrelado. Depois de semanas de negociação, o meia-atacante Régis acertou contrato com a Raposa por empréstimo de um ano, com opção de renovação por mais uma temporada. 

Natural de Turmalina, interior de São Paulo, Régis foi formado nas categorias de base do São Paulo. Conta ainda com passagens pela Chapecoense, Sport, Palmeiras, Corinthians e Al-Wehda, da Arábia Saudita.

Pelo clube baiano, Régis conquistou a Copa do Nordeste em 2017, competição em que foi o artilheiro, com seis gols anotados em 11 jogos, e sendo eleito o craque do torneio.

 

Comentários
×