Cruzeiro demite Ney Franco após tropeço contra o lanterna da Série B

Técnico não resistiu ao empate em 0x0 contra o Oeste na Arena Barueri

Bruno Davi Bueno

Ney Franco não é mais técnico do Cruzeiro. O anúncio foi feito pelo presidente da Raposa, Sérgio Santos Rodrigues, após o empate em 0x0 contra o Oeste, hoje, 11, na Arena Barueri. O treinador não resistiu a mais uma péssima atuação do clube celeste e abandona a equipe com apenas 7 jogos disputados.

O jogo da demissão

O Cruzeiro, desesperado e na 19º colocação do campeonato, foi à Arena Barueri enfrentar o Oeste, último colocado, nesta que foi a 15º rodada da Série B. O jogo em si demonstrou muito a limitação das duas equipes que ocupam as últimas posições da competição.

O primeiro tempo teve poucas chances para ambos lados, com falta de organização na criação de jogadas e insistências em cruzamentos que não tinham sucesso. Mazinho, atacante do Oeste, aos 38 minutos, teve a melhor chance da partida quando recebeu livre na ponta-esquerda e finalizou a centímetros da baliza defendida por Fábio.

O segundo tempo continuou morno. Apesar do Cruzeiro tomar a iniciativa da partida, não conseguia criar jogadas de perigo. As peças escaladas pelo técnico Ney Franco não demonstravam capacidade para decidir o jogo e mesmo assim continuavam em campo, algo que irritou muito a torcida celeste. O treinador fez sua primeira mexida só aos 30 minutos da segunda etapa. Destaca-se ainda uma linda defesa de Fábio na única chance do Oeste no segundo tempo e foi só. Empate sem gols que não ajudou nenhuma das duas equipes.

A demissão de Ney Franco

32 dias, 7 jogos, 2 vitórias, 1 empate, 4 derrotas e 33,33% de aproveitamento. Essa foi a passagem do técnico Ney Franco em sua primeira passagem na equipe principal do Cruzeiro. Após o tropeço contra o Oeste, o presidente Sérgio Santos Rodrigues anunciou o desligamento.

— O tempo urge contra o Cruzeiro. Batemos um papo com ele no vestiário e decidimos encerrar o ciclo. Seguiremos em Atibaia e o Célio Lúcio, nosso auxiliar técnico, vem comandar os treinos aqui. Não há especulação. A partir de agora a gente começa a trabalhar em um novo nome — disse o presidente do Cruzeiro.

Ney Franco também comentou a demissão.

— Estou passando aqui especificamente para agradecer a torcida do Cruzeiro, e ficar agora de longe torcendo para que possa dar tudo certo. Realizei um sonho de trabalhar no Cruzeiro como treinador. Infelizmente, as coisas não deram certo. Ficarei de longe agora torcendo para o sucesso, o projeto do clube, para o retorno à primeira divisão — afirmou o ex-técnico do Cruzeiro.

Novo comandante

O presidente do clube celeste também afirmou na entrevista que o Cruzeiro já está buscando um novo nome para o restante da Série B. Por hora, a Raposa será comandada pelo auxiliar técnico, Célio Lúcio.

— A partir de agora, a gente já começa a trabalhar em um novo nome para que, se possível, possa chegar para pegar essa semana de treinos aqui e, até sexta-feira, estar à frente do time. Então, vamos pensar com muita calma, batalhar bastante, conversar bem e traçar o perfil que a gente quer. Pois tem que ser um perfil para ficar até o fim e para correr atrás desses três pontos que a gente precisa na sexta-feira, que são tão importantes para nós — explicou Sérgio.

Nas redes sociais, nomes como Luís Felipe Scolari, o Felipão, e Vanderlei Luxemburgo, técnicos que fizeram história no clube celeste, são cogitados para assumir o cargo. O presidente negou ter feito contato com qualquer treinador.

Próximo desafio

O Cruzeiro, por enquanto sem um técnico, continua sua preparação em Atibaia-SP, onde se encontra desde o último dia 9. A equipe volta a Belo Horizonte na próxima quinta-feira, um dia antes de receber o Juventude no Mineirão, às 21h30, pela 16º rodada da Série B.

 

Comentários
×