Cruzeiro cria mascote feminino

José Carlos de Oliveira

 

Em mais uma de suas lives, de entrevistas pelas redes sociais do clube, o presidente do Cruzeiro anunciou ontem novidades para os torcedores. Uma delas será a criação de uma versão feminina do Raposão.

Inspirada na cruzeirense ilustre Maria Salomé da Silva, ou Dona Salomé para os milhões de apaixonados pelo Cruzeiro, a nova representante oficial do Cruzeiro chega para integrar a equipe do Raposão e Raposinho. A mascote traz características que remetem à torcedora Salomé, morta em dezembro de 2019, como os cabelos loiros, os óculos na cor azul e com uma raposinha de pelúcia em seus braços, em referência à boneca inseparável que Salomé carregava consigo.

Além de homenagear a torcedora, a mascote Salomé nasce para representar a figura importante da mulher no futebol, enaltecendo também o empoderamento feminino nos tempos atuais.

Atletismo

O presidente celeste tem usado as redes sociais neste tempo de pandemia para colocar a torcida a par do que vem sendo feito pela atual diretoria. Ontem, além de anunciar a mascote Salomé, o dirigente garantiu que a equipe de atletismo retoma as atividades a partir de janeiro de 2021, sob o patrocínio da Bem Protege.

— Para o ano que vem, na ampliação do nosso contrato, Gleidson Soares, da Bem Protege, está garantindo para nós o retorno  da equipe de atletismo. Programamos para 2021 pelo momento da pandemia, então por ora a gente sabe que não é o momento de discutir isso. Vamos organizar com calma, falar com o Alexandre Minardi [ex-técnico do atletismo], que estava aqui. Mas o mais importante é poder dar essa notícia — comemorou o presidente.

Comentários
×