Cruzeiro apresenta novo volante

Atleta jogava de lateral direito quando defendeu o clube nos anos de 2010 e 2011

José Carlos de Oliveira

Confirmado como o mais novo reforço do Cruzeiro para esta temporada: o volante Rômulo foi apresentado oficialmente ontem, na Toca da Raposa 2, como jogador do clube estrelado. O atleta, que vem de passagens de sucesso no futebol italiano nos últimos campeonatos, assinou com o Cruzeiro por três temporadas. 

Depois de passar por exames médicos, Rômulo já foi a campo para o primeiro contato com seus companheiros de equipe. Um deles é o goleiro Fábio, com quem o reforço nutre uma relação de amizade iniciada entre 2010 e 2011, período em que o volante vestiu o manto azul e branco pela primeira vez. 

Lateral direito

Em sua primeira passagem pelo Cruzeiro, Rômulo atuava como lateral direito, posição que abandonou quando foi jogar no futebol europeu. Ele explicou, porém, que já tinha sido volante quando iniciou sua carreira no futebol. 

— Quando saí do Brasil eu atuava como lateral direito, e na Itália o lateral direito é praticamente um quarto zagueiro. Pelas minhas características, logo optaram por me colocar como volante, posição que atuei nas categorias de base, e tive uma adaptação bem fácil. Volto ao Cruzeiro e ao Brasil para exercer a função que estava exercendo nos últimos anos, no meio-campo como volante — destacou. 

Voltando ao Cruzeiro depois de 10 anos, Rômulo relembra com carinho os jogos que disputou pela Raposa. Ele relembra que na época participou de poucas partidas em razão de um concorrente de destaque em sua posição e revela o quanto a experiência obtida nos últimos anos o ajudará a brigar por uma vaga no time do técnico Felipe Conceição. 

— Na minha primeira passagem pelo Cruzeiro eu era muito novo. Foi meu primeiro clube de expressão. Fiz grandes amizades aqui e considero que, dentro de todas as circunstâncias, tive uma passagem boa. Fomos vice-campeões Brasileiro e vencemos um Campeonato Mineiro. Não tive muito espaço na época pois o Cruzeiro tinha um grande lateral direito, que era o Jonathan, mas quando tive oportunidades fiz bons jogos. Graças a Deus consegui amadurecer bastante, evoluir como pessoa, como profissional e como ser humano, e tenho certeza de que nesta segunda passagem vamos ter um grande sucesso, seguindo todos juntos em um só objetivo — disse. 

 

Comentários
×