Batendo Bola

José Carlos de Oliveira

jcqueroviver@hotmail.com.br

Cria vergonha na cara Tite

A teimosia do técnico Tite no comando da Seleção Brasileira já está passando dos limites, torrando a pouca paciência que a torcida ainda tem (ou tinha) com o time canarinho e seu comandante. Ele não perde uma oportunidade sequer para afrontar a tudo e a todos.

Eu queria mesmo era entender como este arremedo de treinador já foi um dia apontado como o melhor do Brasil? Porque se realmente assim fosse, estaríamos mesmo numa pior... lascados de vez.

Erros sobre erros

Quando não ‘caga’ na entrada, ele borra na saída... assim é a rotina do Seu Tite, o ‘todo poderoso homi da CBF’. Já começa errando ao escolher os onze titulares, e quando é necessário mudar, em vez de encontrar solução, consegue piorar ainda mais o time. É mancada em cima de mancada a rotina do ‘seu’ moço.

Um horror

No empate sem gols frente à Venezuela, pela segunda rodada da Copa América, o treinador provou, mais uma vez, que não é o nome certo para o cargo. Nem entro nos detalhes dos onze que escolheu para começar o jogo, porque ele já pisa na bola antes mesmo do apito inicial.

Mas ao colocar mais um volante (e para piorar, o tal de Fernandinho) contra uma Venezuela, que ficava toda atrás da linha da bola, o comandante do escrete nacional provou que de futebol entende bem mesmo que a torcida brasileira.

Ver o jogo desta terça foi pior que assistir a um filme de terror... E a verdade é que acompanhar a seleção do tal Tite é de dar calo nos olhos de qualquer um.

Vaias

Ao final da partida, com o empate sem gols, a torcida baiana premiou o time com vaias e gritos de olé, quando os venezuelanos tocavam a bola, numa atitude mais do que justa por tudo aquilo que acompanharam no estádio da Fonte Nova, e ainda tendo que pagar bem caro para isto.

Revolta

Mas pior ficou mesmo foi para determinados jogadores, que vieram reclamar de público da torcida ao final do jogo, do filme de terror que presenciaram em Salvador. Em vez de reconhecer que não jogaram nada e prometer mais futebol para o futuro, criticaram aqueles que decidiram extravasar sua decepção, com vaias e gritos de olé.

Menos manés, bem menos. Tratem de jogar bola, que a torcida estará lá para aplaudir. Podem apostar nisto...

 

MANGUEIRAS BRASIL

Contra números, não há argumentos

Com o gol marcado na vitória sobre a Itália na terça-feira, pela Copa do Mundo da França, a camisa 10 Marta se tornou a maior goleadora de todos os mundiais, contando o futebol masculino e o feminino. Com seus 17 gols, a craque da seleção brasileira desbancou o alemão Miroslav Klose, que marcou 16 gols em Copas, e foi um dos carrascos do time masculino, na goleada de 7 a 1 no Mundial do Brasil.

 

Classificação merecida

A seleção feminina passou para as oitavas de final apenas como a terceira colocada em seu grupo (o melhor time entre os terceiros colocados), mas perdeu as primeiras posições por detalhes, com um golzinho apenas a mais colocando o time na primeira posição.

Mas, para um time que chegou à França sob a desconfiança da torcida, vindo de nove derrotas consecutivas, o resultado tem mais é que ser comemorado.

Pode mais

Para o futuro, só Deus sabe. Mas que ninguém se surpreenda se o time das meninas desbancarem as favoritas e irem ainda mais longe. O adversário da próxima fase ainda não é conhecido, mas seja quem for sou muito mais Brasil!

Comentários
×