Creas orienta famílias de adolescentes em medidas socioeducativas para combater violência doméstica

Os eventos reúnem cinco técnicos de referência, entre psicólogos e assistentes sociais

Da Redação

Como parte da campanha de sensibilização contra a violência que os técnicos desenvolvem no atendimento durante o mês, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) realizará oficinas sobre o tema “Agosto Lilás – diga não à violência contra a mulher” para pais e responsáveis de adolescentes e jovens que cometeram ato infracional e receberam medida socioeducativa. 

As atividades começaram na segunda-feira, 9, e se estenderão até quinta-feira, 12, de 9h às 11 horas. O objetivo é conscientizar as famílias sobre as formas de violência doméstica no núcleo familiar. O conteúdo segue o tema central da campanha deste ano “Mais amor, menos ódio!”. 

Os eventos reúnem cinco técnicos de referência, entre psicólogos e assistentes sociais, e incluem contação de histórias, apresentação do tema e intervalo de café. As atividades têm como objetivo identificar e abordar as formas de abuso que podem ocorrer em casa. 

Nesta terça-feira, 10, o psicólogo Sallas Wilson Ramos, técnico de referência do Creas, disse que “o abuso físico, financeiro e sexual está já regulado pela Lei Maria da Penha, e mais recentemente o abuso psicológico, como humilhar, ameaçar, insultar e perseguir. Outros tipos incluem, por exemplo, a usurpação do salário da mulher ou a imposição de tarefas domésticas”, informou.

Consciência

Em celebração do 15º aniversário de sanção da Lei Maria da Penha, a Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), oferece ações educativas dedicadas ao movimento Agosto Lilás durante o mês. 

As equipes do Creas e dos centros de referência de assistência social (Cras) estão comprometidas com informar e conscientizar o público sobre a Lei Maria da Penha e como combater a violência contra as mulheres.

Canais de Atendimento à Mulher Vítima de Violência

Central de Atendimento à Mulher – 180

Central de Emergência da Polícia Militar – 190

Plantão da Polícia Civil de Divinópolis/MG – (37) 3221-1202

Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – 3221-1933/ Ramal 205

Centro de Referência Especializada de Assistência Social – 3229-9790

Conselho Municipal de Direitos da Mulher – 3221-1860

Comentários
×