Covid-19: em cinco dias, Divinópolis registra mais de 700 casos suspeitos e tem novo recorde de internações

Cidade ultrapassou marca de 100 mortes pela doença, cinco confirmadas hoje; Prefeitura não divulgou percentual da ocupação hospitalar nem o número de óbitos em investigação

Da Redação

Desde a última quarta-feira, 30, Divinópolis registrou 731 casos suspeitos de coronavírus. No mesmo período, houve 101 confirmações. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira, 4.

Mais duas mortes foram confirmadas nesta segunda-feira – outras três haviam sido divulgadas nesta manhã – e a cidade chegou a 102 óbitos em decorrência da covid-19. A Prefeitura não divulgou quantas mortes são investigadas.

A primeira vítima foi um homem de 84 anos, que tinha doença cardiovascular crônica e diabetes. Ele foi admitido na UPA no dia 24 de novembro e transferido para a UTI em 18 de dezembro. A morte aconteceu no dia 28 de dezembro. Foram coletadas duas amostras para PCR, uma em 26 de novembro, com resultado não detectável, e outra no dia 28 de dezembro, com resultado detectável.

A segunda morte confirmada nesta tarde foi também de um homem, de 78 anos, que tinha doença cardiovascular crônica, diabetes e doença renal crônica. Ele foi hospitalizado na UPA em 28 de dezembro e transferido para UTI no dia 29, quando morreu. Foi coletada amostra para PCR também em 29 de dezembro, com resultado detectável.

A cidade soma 27.625 notificações de suspeitas e 4.020 casos confirmados – sendo 3.480 recuperados –, além de 1.714 descartados.

A Prefeitura não divulgou quantos exames estão em análise.

Há 55 pacientes internados em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 72 em enfermaria, chegando a 127 pacientes internados.

Também não foi divulgado pela Prefeitura também qual a porcentagem de ocupação dos leitos.

 

 

Comentários
×