COURRÈGES SUSTENTÁVEL

A onda da sustentabilidade na moda vai ganhando espaços e conquistando o lugar que, antes, era plenamente ocupado apenas pelo luxo e ostentação. Melhor para a natureza e para os que têm juízo e se preocupam com o futuro do planeta.

Um dos pioneiros nesse assunto, dentro do circuito fashion, foi o empresário e designer Oskar Metsavaht, cuja marca Osklen é reconhecida como grife sustentável, e criou o Instituto-E para pesquisas ecológicas relativas à produção de moda. Um desses resultados foi a utilização do couro de peixe e escamas de pirarucu da Amazônia como matéria-prima. Além dessa, várias outras inovações importantes devem-se ao Intituto-E.

Nessa temporada de lançamentos europeus (que terminou com os desfiles de Paris), tais conquistas foram desfiladas pela marca Courrèges (que sempre é lembrada pelo vanguardismo), numa parceria importante com o instituto brasileiro. Com esse material (chamados e-fabrics), desfilaram shorts, calças & mais, incentivando boas práticas sustentáveis e criando o chamado novo luxo.

VAIVÉM

  • O circuito social de Divinópolis está de luto com o falecimento da senhora Maria das Dores Cornélio, cujos familiares participam da área de moda através da Ima Têxtil – uma das principais empresas do setor em Minas. Além da filha, Simone Cornélio Moura, que é diretora, atuam também ali o filho Marcelino Cornélio, as netas Ana Flávia e Marina Moura (em Belo Horizonte) e o neto Douglas Cornélio – que representa a têxtil nesta região. A coluna manifesta seu pesar a toda a família.

 

  • O empresário Alexandre Birman marcou um belo tento, abrindo parceria da sua Arezzo com os tênis Vans – a marca mais ‘cool’ do momento neste segmento. Indica, também, um novo caminho da grife de origem mineira, que já detém o primeiro lugar em vendas em acessórios femininos – sapato & bolsas à frente.

 

* A próxima edição do São Paulo Fashion Week – N.48 acontece de 13 a 18 de outubro, no Pavilhão das Culturas Brasileiras, no Parque do Ibirapuera. O evento é uma correalização da IMM e Instituto Nacional de Moda e Design (IN-MOD). Para o diretor criativo do evento, Paulo Borges, “o São Paulo Fashion Week celebra a potência da criação como expressão viva e afetiva das pessoas em sintonia com o tempo presente”. 

 

  • As atitudes politicamente corretas começam a incomodar os criativos de todo o planeta, pois acabam funcionando como uma espécie de censura ao ato de criar. O argumento é dos estilistas Hedi Slimane e Anthony Vaccarello (da grife Yves Saint-Laurent). Disseram que o problema de racismo e de misoginia está nos olhos de quem vê. A repercussão foi enorme.

 

  • PONTO FINAL. O mês de outubro entrou com muitas esperanças no ‘mondo moda’ mineiro. Para começar, o movimento BH.à.Porter, que aconteceu durante setembro com os lançamentos finais da temporada, foi um sucesso. E também porque, daqui a poucos dias (entre 22 e 25), vai ao ar a Minas Trend – com os lançamentos do inverno 2020 – no Expominas, em Beagá. Junto com a feira, tem Congresso Internacional da Abit e, uma semana antes, a Feira do Empreendedor (Sebrae). Enfim, movimentação geral.
Comentários
×