Corpo de Bombeiros Militar divulga orientações para organizadores de blocos carnavalescos

Da Agência Minas

Para um carnaval seguro, é necessário que os organizadores fiquem atentos a alguns detalhes, conforme recomendação do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG). Além de seguir as instruções de segurança para blocos de carnaval (Instrução Técnica 39), é necessário que os responsáveis façam a declaração prévia de suas festividades por meio do site da corporação

O serviço é gratuito. A declaração, segundo o CBMMG, substitui o antigo anexo A da Instrução Técnica 39. Além disso, o Corpo de Bombeiros Militar também orienta organizadores sobre como proceder em casos e situações emergenciais, que podem ocorrer e envolver os foliões.

Planejamento seguro

A definição de uma conduta a ser realizada pela organização dos blocos em casos de emergência é de fundamental importância para o gerenciamento inicial da situação. Dessa forma, de acordo com os Bombeiros, torna-se possível a rápida assistência, evitando-se também o surgimento de quadros de pânico, esmagamento entre pessoas, esmagamento de pessoas contra estruturas físicas e pisoteamento, entre outros exemplos.

É recomendado que blocos carnavalescos com público acima de 3.000 foliões tenham sistema de som para contato e controle de público. Antes do início do deslocamento, informar os foliões via sistema de som sobre a presença e localização de brigadistas e ambulâncias.

Também é recomendado que a organização dos blocos conheça a capacidade operativa dos brigadistas, socorristas e ambulâncias presentes nos blocos carnavalescos, assim como definir, com antecedência, os meios de acioná-los com rapidez em caso de necessidade.

Nos momentos iniciais de uma emergência (princípio de incêndio e/ou pânico), recomenda-se aos organizadores:

1) Encerrar a atividade da bateria e/ou encerrar a reprodução de som mecânico e interromper o deslocamento do trio elétrico (caso exista);

2) Identificar a emergência e acionar os brigadistas (caso existam);

3) Utilizar o sistema de som, com calma, para fornecer a orientação e o movimento ordenado dos foliões para área segura afastada do foco de incêndio e/ou origem do pânico, evitando uma aglomeração excessiva (superlotação) de foliões em um mesmo local;

4) Acionar o Corpo de Bombeiros Militar pelo telefone 193, informando nome e numeral do local onde está ocorrendo a emergência, número do telefone que está falando, nome completo de quem fala e relato do que está ocorrendo;

5) Durante os deslocamentos das viaturas do Corpo de Bombeiros Militar e/ou ambulâncias entre os foliões, recomenda-se encerrar a atividade da bateria e/ou encerrar a reprodução de som mecânico, bem como interromper o deslocamento do trio elétrico (caso exista). Também recomenda-se agir com calma para orientar o deslocamento dos foliões para uma área segura, utilizando o sistema de som para dar passagem ao veículo de emergência.

Dicas importantes para evitar princípios de incêndio e/ou pânico:

• Siga as diretrizes do Corpo de Bombeiros Militar descritas na Instrução Técnica 39;
• Cumpra as regulamentações municipais para o período do carnaval;
• Não improvise instalações elétricas;
• Não sobrecarregue as instalações elétricas com utilização de “plugues T” ou extensões.

Comentários
×