Corpo de Bombeiros faz balanço de atividades em última reunião de 2019 da Acasp

Da Redação

A última reunião do ano de 2019 da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp) foi realizada nesta quarta-feira, 11, no auditório da Acid, e marcada pelos balanços apresentados das ações realizadas pelas forças de segurança do município.

A Acasp estará em recesso entre os dias 18 de dezembro e 15 de janeiro. O primeiro encontro de 2020 está marcado para 22 de janeiro, também no auditório da Acid.

Durante a reunião desta quarta-feira, a comandante do 10º Batalhão de Bombeiros Militar, major Amanda Cristina Miranda, fez um balanço das ações realizadas em 2019 e o motivo de divulgá-las na Acasp.

— Nós fazemos essa prestação de contas aqui para quem a gente trabalha, para quem devemos uma satisfação, que é a população divinopolitana.

Os dados apresentados pela comandante compreendem o período de janeiro a outubro deste ano e em muitas situações, Divinópolis ficou com a maior demanda de ocorrências no Estado.

De acordo com os dados, de janeiro a outubro foram registradas 24.165 ocorrências em toda a área do 10º Batalhão, e somente na sede, em Divinópolis, foram 7.791.  A maior demanda de atendimentos de incêndios florestais do Estado é do 10º Batalhão, com o registro de 2.409 casos. No Estado, o aumento foi de 67% nas ocorrências deste tipo.

A segunda maior demanda do Estado em ocorrências como acidentes de trânsito e atendimentos hospitalares também é do 10º Batalhão. Outros pontos destacados pela major foram as vistorias e análises de projetos. Foram 5.051 vistorias realizadas, a maior demanda de Minas. Já nas análises de projetos, os militares só perderam para o Centro de Atividades Técnicas de Belo Horizonte, sendo a unidade operacional que mais analisa projetos.

Segundo a major, o ano foi de muito trabalho também nas operações e projetos sociais desenvolvidos pelos bombeiros.

— Fechamos o ano com sete operações alerta vermelho, com 989 locais vistoriados por iniciativa e decorrência dessas operações. Nos projetos sociais, nós mantemos os projetos, tanto que sábado, 14, teremos a formatura do Bombeiro Mirim e Golfinho. Lembrando que há 13 anos estamos executando projetos sociais na unidade como o Bombeiro Sênior, Bombeiro Mirim e Bombeiro Golfinho — comentou.

O 10º Batalhão ainda terá em 2019 desafios como a operação Veraneio, que será realizada no Lago das Roseiras aos sábados, domingos e feriados até o mês de março de 2020. Por meio de vistorias dos chefes de serviços, será possível verificar a necessidade de empenho de militares no local conforme a movimentação de banhistas durante esse período do ano.

As chuvas e as quedas de árvores também são preocupações dos militares neste fim de 2019 e início de 2020.

— Estamos em constante contato com a Defesa Civil e demais órgãos. Nós tivemos, em razão das chuvas, ventos fortes e outras situações um aumento de 50% nas ocorrências envolvendo árvores, sejam árvores em risco iminente de queda, que caíram em vias públicas ou árvores que foram cortadas decorrentes de solicitações do poder público. O aumento foi de 50% se compararmos com os números de 2018. Lembrando que em 2019 os dados são até outubro, então com certeza fecharemos o ano com um número maior, será mais que 50% — acrescentou major Amanda.

O presidente da Acasp, Breno Clementino, também fez um balanço do ano e espera um 2020 de boas notícias.

— Nós tivemos um ano muito positivo com as reuniões, as demandas que saíram daqui. Eu acredito que 2020 precisa ser melhor que este ano. Ano que vem trabalharemos junto com as forças de segurança para que possamos trazer mais notícias boas, como uma redução maior nos índices de criminalidade, novos profissionais e que a população continue valorizando esse trabalho — acrescentou.

Comentários
×