Coronavírus: março registra os piores indicadores desde o início da pandemia

Da Redação

Em Divinópolis, o mês de março terminou com os registros dos piores indicadores já verificados desde o início da pandemia.

Segundo o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), o mês teve o maior número de casos suspeitos, confirmados, mortes e internações – tanto em enfermaria quanto nos Centros de Terapia Intensiva (CTIs).

De acordo com o documento, o mês teve 10.826 registros de suspeitas. Até então, o recorde pertencia a janeiro, com 8.451 casos suspeitos.

Março também teve a maior média diária de suspeitas: foram 349 novos casos suspeitos por dia – em janeiro foram 291.

Confirmações

O mês de março também registrou o maior número de casos confirmados: foram 1.988 novos casos, contra 1.694 em janeiro.

Mortes

Houve 52 mortes somente em março – o maior número já registrado para um mês desde o início da pandemia. Até então, o indicador mais alto pertencia a janeiro, com 44 óbitos.

Internações

O mês de março teve a maior média diária de pacientes internados tanto em CTIs quanto em enfermarias, com uma média de 84 e 106 hospitalizações em cada setor, respectivamente.

Veja o comparativo completo dos indicadores neste link.

 

Comentários
×