Copasa promete ETE para fim do ano

 

Da Redação

Com quase um ano de atraso na entrega, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) promete que as obra da Estação de Tratamento de Esgoto do Rio Itapecerica (ETE Itapecerica) devem ser finalizadas em novembro deste ano. Este é apenas um, de vários adiamentos que a Companhia já fez desde que iniciou a construção, no dia 13 de setembro de 2016. As obras só começaram após uma audiência de conciliação entre a Copasa e a Prefeitura, feita pela Agência Reguladora dos Serviços de Água e Esgoto de Minas Gerais (Arsae), no dia 4 de agosto de 2016.

O contrato assinado pela Prefeitura com a estatal, prevê que a estação deveria ter sido entregue em dezembro de 2016, e estar em pleno funcionamento em janeiro de 2017. Na época do anúncio do início da construção, já com o prazo para a execução das obras estendido por mais dois anos, o diretor de operação sul da companhia, Frederico Lourenço Ferreira Delfino, chegou a dizer que estava confiante de a ETE Itapecerica ser entregue antes do vencimento do prazo do acordo.

Apesar do anúncio do início das obras, tudo ficou parado na terraplanagem por pouco mais de um ano. A construção só foi retomada em outubro de 2017, no dia 20 de dezembro daquele ano, quando a então presidente da Companhia, Sinara Inácio Meireles, visitou as obras e garantiu que a Estação de Tratamento de Esgoto seria entregue dentro do prazo estabelecido pelo acordo feito pela Arsae, que era dezembro de 2018.

— O nosso compromisso é, independente dos entraves, trabalhar para que a obra seja entregue no ano de 2018 — afirmou.

Novo cronograma

Em fevereiro deste ano, dois meses após o prazo de entrega expirar, a Copasa divulgou um novo cronograma de obras. Em nota, a Companhia informou que a Estação de Tratamento de Esgoto seria entregue ainda no primeiro semestre de 2019, e que a mesma estava em fase final de urbanização. Ainda de acordo com a empresa, a estação elevatória que irá receber e bombear todo o esgoto da cidade para a ETE já estavaimplantada e os testes começariam ainda em fevereiro. A Companhia alegou que a alteração no cronograma da obra de construção devido ao atraso na entrega de materiais.

Procurada pelo Agora, a Companhia informou por meio de nota que “os testes na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Bacia do Rio Itapecerica, em Divinópolis, foram autorizados pela Superintendência Regional de Meio Ambiente (Supram)”. Ainda segundo a Copasa, a empreiteira contratada para realizar o serviço está mobilizando a equipe para começar os testes ainda este mês. “De acordo com a autorização emitida pelo órgão ambiental, este serviço deve ser concluído até novembro de 2019”, afirma.

Comentários
×