Contagem regressiva!

Preto no Branco 

Tem muita gente contando nos dedos os dias que faltam para a votação. São apenas quatro dias. Para uns, uma eternidade, mas para quem precisa ainda convencer os eleitores vão passar em um piscar de olhos. Para estes, o desafio é gigantesco e cada minuto será fundamental. Mesmo para quem acha que está tranquilo – ou seja, com a eleição assegurada – é bom ter cautela. Já teve gente em Divinópolis dormindo eleito e acordando derrotado. Então o negócio é: “um olho no peixe e outro no gato”!

Vale a pena 

É como acertar na loteria. Pode-se resumir assim quando se pensa em políticos honestos no Brasil. Eles estão espalhados por todos os estados em várias cidades deste país. Geralmente, estes políticos até parecem bons gestores. Têm boa oratória, vivem sorrindo, são boas praças e, assim, conseguem enganar muita gente. E como!  E acredite. Entregam obras importantes, algumas aguardadas há anos. No entanto, antes superfaturam, desviam e ainda levam “um” por fora das empresas que vencem as licitações. Algumas falcatruas, não se sabe como, conseguem ficar debaixo dos panos, mas boa parte alguém que não recebeu o prometido joga no ventilador. É por esta e outras que muita gente está desacreditada e não vota há um bom tempo. Mas, acredite, esta não é a melhor escolha e, mesmo que raro, ainda tem pessoas neste meio bem intencionadas. Vá por elas e por você.  

Não basta 

Embora não seja de conhecimento de todo mundo, existem alguns truques simples para se diferenciar o “joio do trigo”, ou melhor, o bom do mal-intencionado. Um deles é: para saber se político mesmo correto, não basta ele ser honesto, precisa também parecer honesto. Além disso, se rodear de pessoas com a mesma qualidade. Quando algum gestor ou legislador é citado em atos suspeitos ou tem um amigo envolvido, estão definitivamente fora da lista dos íntegros. Neste caso,  vale um ditado antigo: “onde tem fumaça há fogo”. Assim, é preciso deixar a preguiça de lado e fazer uma pesquisa minuciosa sobre a pessoa que pretende escolher. Hoje, isso é muito prático, a internet é uma grande aliada e pode oferecer dados interessantes. Se tiver dificuldade, vá no boca a boca mesmo. O importante é votar com a consciência tranquila e com a certeza de que seu representante não o decepcionará. 

O grande erro 

“A omissão dos bons permite que os maus subam ao poder.” Ouvi esta frase em um vídeo do pastor Antônio Júnior, bastante conhecido no Brasil exatamente por dar uns “cutucões” no povo para ver se ele desperta do sono profundo. Perfeita para este momento. E é aí que está o grande erro. As pessoas não podem esperar que tudo se resolva enquanto elas ficam de braços cruzados. Se omitir da luta e do desejo de mudança é uma atitude covarde. Uma realidade deste quadro é ver eleitor encher a boca para dizer que vai escolher o menos ruim. Isso é toda eleição e a consequência desta falta de participação dos bons e de pesquisa de escolha é que todos, absolutamente todos, sofrem as consequências da ação equivocada. E pior é que não dá para trocar, como a gente faz com uma mercadoria que compra e não gosta. Terá que tolerar tudo, aprovando ou não, durante quatro anos. Pensem nisso!

Problemas locais 

Querendo ou não, para uma cidade e sua população, as eleições municipais têm muito mais relevância. É o momento em que o debate eleitoral gira em torno de postos de saúde, falta de asfalto, de rede de esgoto e outros problemas do dia a dia dos cidadãos. É por isso que a participação do povo, seja assistindo às propagandas gratuitas, seja colhendo informações e assistindo aos debates é tão importante. São nestes momentos que se tem a oportunidade de se conhecer as propostas, atitudes e comportamentos dos candidatos. Há casos em que alguns eleitores que já haviam destinado seu voto e mudaram de ideia, outros que não iriam votar e repensaram, e aqueles  que ainda não tinham candidato e agradaram de um que participou do debate. Como sabemos que tem muita gente assim ainda, amanhã é a última oportunidade com a realização do debate do Agora em parceria com a OAB. Todos os detalhes estão nas nossas plataformas digitais. Corre lá, ainda dá tempo de participar deste momento democrático e importantíssimo para Divinópolis e sua gente.

Comentários
×