Consumidores já estão de olho no cardápio para o fim de ano

 

Jorge Guimarães 

Fim de ano e suas comemorações trazem na memória um dos pratos mais tradicionais da ceia de Natal, o peru. Seja na loja de uma rede supermercado ou nos mercadinhos de bairro, ele agora volta a ser a bola da vez, apesar da concorrência do chester e das aves especiais. E para felicidade do consumidor, os preços não alteraram muito em relação ao mesmo período do ano anterior, pois a safra recorde nos insumos como soja e milho estabilizaram os preços. Assim, as opções para a ceia de Natal e Réveillon estão mais variadas.  

Praticidade 

A ceia de Natal é um dos momentos mais esperados nas comemorações de fim de ano. E muitas famílias já optam por serviços mais práticos e convenientes para este encontro, sem perder o espírito de celebração e de reunião com amigos e parentes. Mas a maioria opta por receber seus familiares e amigos em casa mesmo, porém sem precisar gastar tempo na cozinha. Neste ponto, os supermercados oferecem um variado cardápio para quase todos os gostos, que vão do Tender ao Lombo. 

Preços 

Numa loja de supermercado na tarde de ontem, o preço da ave especial era a partir dos R$ 7,98, já o Peru, R$ 8,98, conforme a marca e o Chester era comercializado a R$ 12,98 . O Lombo congelado era vendido a R$ 15,98 e o pernil, também congelado com osso, saia a R$ 12,79. Para uma receita diferenciada, o Tender tinha o preço a partir de R$ 23,98. Levando em conta que para elaboração dos pratos um mix de alimentos também entra na lista como: azeites, verduras diversas e condimentos. Valendo aí a receita a ser preparada.  O que não impede que outros produtos sejam opções para uma ceia tão quanto farta na noite de Natal. 

Para a dona de casa Kleydiane Souza, 30 anos, as opções encontradas atualmente dão uma abertura melhor para a preparação da ceia. 

— Lá em casa, por exemplo, este ano vamos preparar uma bela de uma peixada a portuguesa, isso para fugir, um pouco, do tradicional. Mas, não podem faltar um ingrediente que é o amor e nada como uma reunião em família, que para mim é o principal — disse. 

Restaurantes 

Outro segmento que também aumenta seu faturamento nesta época é o da prestação de serviços, principalmente os restaurantes. Pois além das festas familiares de Natal e Ano Novo, confraternizações entre amigos e colegas de trabalho fazem parte do pacote de fim de ano. Em Divinópolis, elas fazem parte também da agenda fixa do mês de dezembro de vários bares e restaurantes, que desde outubro começaram a receber pedidos de reservas. 

— Em sua maioria, as reservas são de colegas de trabalho e grupos de amigos — conta o empresário Helder Nogueira.  

O clima é sempre de animação, sorrisos, abraços, e não falta, é claro, o tradicional “Amigo Secreto”.  

 

 

 

Comentários
×