Consumidores esperam pela Black Friday

Jorge Guimarães

Com a chegada dos últimos meses do ano, os empresários já traçam as estratégias de vendas para as datas mais esperadas do comércio: a Black Friday e o Natal. De alguns anos para cá, a promoção fora de época já é a segunda data mais importante no varejo brasileiro, perdendo apenas para o Natal. Pensando nesta oportunidade, muitos consumidores economizam durante o ano só para aproveitar as ofertas, principalmente dos campeões de vendas, os eletrodomésticos.

Sair na frente

Como de costume, a data sempre é a última sexta-feira do mês de novembro, que neste ano será no dia 29. E muitos empresários já iniciaram a divulgação da Black Friday. Como é o caso de uma das maiores empresas de varejo do país, que abriu suas portas no último domingo, com ofertas para o consumidor.

— Seguimos o velho ditado “de quem chega primeiro bebe água limpa”. Assim, funcionamos no último domingo, quando recebemos um bom número de clientes, que, em sua maioria, só estava pesquisando preços. Mas, para nós, já foi um diferencial, pois pudemos atender com mais calma a todos e mostrar nossos planos e promoções — avaliou o atendente da empresa, Ronaldo Silva. 

Em outra loja de rede nacional, a direção a ser tomada já está especificada.

— Para conseguirmos o sucesso, nós, da linha de frente, bem como toda a diretoria, estamos focados em alguns itens que são campeões de vendas, principalmente a linha branca e os eletrônicos. Assim, trocamos informações para a estratégia de marketing que vai ser utilizada. Vale ressaltar que no dia 28, quinta-feira, véspera da Black Friday, estaremos abertos, a partir das 11h, na sexta abriremos a partir das 6h e no sábado, a partir das 7h — diz o gerente Thiago Soares.

Pesquisar

As promoções são inúmeras e as tentações maiores até do que o próprio bolso comporta. Assim, para melhor aproveitar as promoções, segundo especialistas, é importante selecionar previamente os produtos de interesse e pesquisar seus valores atuais.

— Ele deve pesquisar primeiro para saber se o preço praticado é de promoção mesmo ou não. Agindo assim, o consumidor se resguarda de promoções furadas — recomenda o atendente Ronaldo Silva.  

Comentários
×