Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Divinópolis realiza primeira reunião

 

Da Redação

A primeira reunião do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac) de Divinópolis, após sua reformulação, foi realizada nesta terça-feira, 9. O encontro foi na Biblioteca Ataliba Lago. Estiveram presentes membros do conselho, representantes de entidades da cidade e sociedade civil. O conselho estava desativado desde o fim de 2017.

Os membros do Compac de Divinópolis foram nomeados pelo decreto 13.302/2019 e publicado na sexta-feira, 14, no Diário Oficial dos Municípios.

O Conselho do Patrimônio Histórico Artístico e Paisagístico existe desde 1980 e, a pedido do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), foi reformulado passando a ser somente Conselho Municipal do Patrimônio Cultural.

Segundo José Heleno, professor universitário, o conselho é fundamental porque é responsável pela manutenção histórica e cultural de um povo.

— É muito importante que o patrimônio de um povo seja reconhecido e valorizado. É através do Compac que será discutido os processos e quais bens serão tombados. Além disso, a atuação dele confere ao município pontuação no ICMS Cultural, possibilitando assim mais verba para novos projetos culturais — ressalta José Heleno.

O secretário Municipal de Cultura, Gustavo Mendes, destacou a necessidade de resguarda a história de Divinópolis.  

 — Uma das primeiras iniciativas da secretaria, após minha nomeação foi reformular e ativar o conselho, porque é através dele que a população tem voz, que os bens podem ter garantia de reconhecimento, tombamento e manutenção. Iremos trabalhar juntos, para resguardar a história de Divinópolis — afirmou.

Comentários
×