Confirmado caso de febre amarela em Itaúna; doença avança na região

Rafael Camargos

Os casos de febre amarela não param de crescer em todo Estado. Na região Centro-Oeste já são duas mortes confirmadas e três internações. O último relatório divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) mostra que até o momento, foram notificados 539 casos. Destes, 164 foram confirmados como febre amarela silvestre, 301 casos continuam em investigação. Foram descartados 74 casos suspeitos no período. Já são 61 mortes. Segundo a SES, na regional de Divinópolis, as cidades de Carmópolis de Minas, Itaguara e Itaúna tem pacientes internados com confirmação do vírus. A mais recente ocorreu na última cidade citada. Já asa mortes são em Aguanil e Carmo da Mata.  Ainda na regional, ocorreram casos em primatas não humanos (PNH) em Itatiaiuçu.

A principal hipótese é de que a contaminação em Itaúna tenha ocorrido em área rural. Isso porque, a paciente possui sítio em Angicos, zona rural de Carmo do Cajuru, outra cidade que vem realizando ações intensas de combate a febre amarela. Por esta razão, o município vizinho já foi oficiado, para que também possa ampliar a mobilização na região.

De acordo com a Prefeitura de Itaúna, o caso é monitorado pela Secretaria de Saúde desde que foi notificado. A paciente recebeu o acompanhamento necessário e chegou a ficar internada no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, mas recebeu alta, passa bem e tem o quadro estável.

Comunidade

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Carmo do Cajuru alerta a população, quanto à necessidade de manter a vacinação contra a febre amarela atualizada.

A coordenadora de Vigilância em Saúde, Juliana Paula, tem um caso registrado em macacos e um em uma pessoa, sendo investigados na região, especificamente na zona rural de Bom Jesus de Angicos. O setor de Epidemiologia do município acompanha as investigações.

A prefeitura disponibilizou 600 novas doses da vacina contra a doença em todas as unidades básicas de saúde. O usuário deve comparecer a unidade mais próxima do bairro com cartão de vacina para ser analisado quanto à necessidade de se vacinar.

Principais afetados

Do total de casos confirmados de febre amarela silvestre, 92,1% são do sexo masculino e 7,9% do sexo feminino. Todos os casos foram confirmados laboratorialmente. Até o momento, não há relato de vacinação para a febre amarela entre os casos confirmados. A mediana de idade dos casos confirmados é de 47 anos.

Comentários
×