Confiança dos empresários mineiros avança novamente

Pablo Santos

Depois de meses perdendo confiança, o cenário se reverteu e o empresariado mineiro já começa ter um horizonte diferente. A conclusão é do Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), publicado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Conforme a pesquisa divulgada nesta terça-feira, 20, o Icei cresceu 3,2 pontos na comparação com julho (56,6 pontos), atingindo 59,8 pontos em agosto.

— O resultado sustenta o segundo mês de reversão da trajetória de queda do indicador, que havia acumulado recuo de 7,9 pontos de março a junho. A elevação da confiança foi reflexo tanto da percepção de melhora das condições atuais de negócio quanto do maior otimismo dos empresários para os próximos seis meses. Contribuíram para o resultado positivo a aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados e a queda da taxa básica de juros da economia — afirmou a nota técnica.

O índice aumentou 9,1 pontos em relação ao apurado em agosto de 2018 (50,7 pontos) e ficou 8,4 pontos acima da sua média histórica (51,4 pontos). O Icei nacional (59,4 pontos) também avançou frente a julho (57,4 pontos) e foi o mais elevado para agosto desde 2010 (63,7 pontos).

Seis meses

O indicador de condições atuais marcou 52,0 pontos em agosto e ultrapassou a fronteira dos 50 pontos, mostrando empresários satisfeitos com as condições correntes de negócios. O índice de expectativas para os próximos seis meses avançou 2,9 pontos entre julho (60,8 pontos) e agosto (63,7 pontos), recuperando parte da retração de 9,2 pontos acumulada nos sete primeiros meses do ano.

— O resultado mostrou empresários mais otimistas com o cenário futuro. O índice cresceu 10,5 pontos frente a agosto de 2018 (53,2 pontos) e foi o mais alto para o mês desde 2010, quando alcançou 66,1 pontos — apontou a nota.

O Icei é resultado da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos indicam percepção de situação atual melhor.

 

 

Comentários
×