Confecção abre vagas e calçados fecham

 

Pablo Santos 

Dois setores da indústria divinopolitana ligados à moda estão com momentos distintos na geração de oportunidades de trabalho. As vagas da confecção estão em alta, no entanto a indústria calçadista está com empregos sendo finalizados de janeiro a outubro. Já no Brasil e em Minas Gerais, o setor de calçados está criando postos formais em 2019.

A indústria têxtil do vestuário em Divinópolis criou 125 oportunidades entre janeiro e outubro deste ano. O resultado é referente a 1.628 contratações menos 1.503 demissões, apontou o Ministério da Economia. No ano passado, 160 vagas foram criadas no mesmo período na cidade, de acordo com os dados do Ministério da Economia.

Já em 2017, a situação foi negativa. Foram encerradas 344 no setor de confecções no município. O segmento emprega 4.011 trabalhadores na cidade, em 846 empresas registradas.

Em Minas Gerais, por sua vez, foram criadas 2,1 mil no acumulado do ano. Já no Brasil, foram abertas 14,9 mil oportunidades formais de janeiro a outubro, apontou o Ministério da Economia. 

Calçadista

O setor calçadista está cortando vagas em Divinópolis. Conforme os dados do Ministério da Economia, foram encerradas 189 oportunidades de janeiro a outubro. Os postos formais fechados se referem a 356 desligamentos no período contra 167 contratações na cidade.

No ano passado, o setor finalizou um volume menor: 56 vagas. Em contrapartida, um ano atrás, foram criadas as mesmas 56 oportunidades no setor.

A indústria calçadista da cidade é composta por 25 estabelecimentos. Conforme os números do Ministério da Economia, 471 empregos são gerados pelo setor.

Em Minas Gerais, o segmento calçadista criou 4 mil oportunidades de trabalho de janeiro a outubro. No Brasil, a indústria abriu 11,4 mil postos com carteira assinada.

 

Comentários
×