Concursados insatisfeitos com espera

 

Da Redação

A nomeação de profissionais da educação no Diário Oficial nesta semana gerou incômodo em alguns concursados. Somando-se os últimos dois dias (terça e quarta-feira), são 42 funcionários da área contratados pela Prefeitura. Os aprovados do concurso público estão insatisfeitos com a demora da convocação.

Explicação

Segundo a Prefeitura, todas as nomeações seguem a ordem da lista dos aprovados no concurso. Devido à situação econômica de Divinópolis, não é possível nomear todos ao cargo que concorreram.

— Neste momento de crise financeira é mais viável para os cofres públicos contratar os professores. As contratações seguem a lista do concurso público — informou o Executivo.

Homologação

A insatisfação dos aprovados não é recente. As provas aconteceram no início do ano passado; a homologação do concurso, porém, só veio em 8 de fevereiro deste ano, quase um ano após a realização do exame.

Durante a homologação do resultado final, a Prefeitura já havia alertado sobre a possível demora das nomeações dos aprovados para seus respectivos cargos.

— O município esclarece que as nomeações para os cargos abrangidos seguirão as necessidades de atendimento do interesse público e, primordialmente, dentro das forças financeiras dos cofres municipais — informou o Executivo em fevereiro.

Ao todo, 26.542 pessoas se inscreveram para o concurso 01/2017, que contava com 370 vagas, para diversas áreas. Os salários variam entre R$ 1.291,51 e R$ 8.829,79.

Demora

A novela do concurso seguiu por quase um ano. A primeira tentativa de homologação, ainda em janeiro deste ano, foi impedida devido a uma liminar do Ministério Público (MP). A Vara de Fazendas Públicas e Autarquias negou a liminar no mesmo dia. Porém, a aprovação só aconteceu duas semanas depois.

A prioridade, segundo a Prefeitura, é a recomposição dos quadros da pasta da saúde e da educação, de acordo com as condições econômicas do Município.

 

Comentários
×