Como você se sustentará no futuro?

Informação Contábil

 

Muitos jovens, no auge de suas vidas, atentam-se em curtir a vida, realizar suas metas de ter o carro dos seus sonhos, de ter conforto e não refletem sobre o futuro.  Você já planejou como você se manterá no futuro?

Chegando numa certa idade já não se tem energias para trabalhar. A aposentaria do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) será suficiente para se manter? É preciso planejamento de onde e como quer chegar.

A aposentadoria pública pela Previdência Social é de grande importância, não trago aqui uma opinião contrária, mas todos sabemos que não possui um plano para recebimento de uma aposentaria suficiente. Outra grande preocupação é a quantidade de mudanças na legislação previdenciária e o déficit atual. Então, basta planejarmos como complementar esta renda. Irei citar as três opções mais seguras:

1 - Previdência privada complementar: Para complementação da aposentadoria previdenciária, é ideal que se opte pela previdência privada complementar que pode ser contratada nos bancos e seguradoras. Os benefícios deste plano são garantias da qualidade de vida na terceira idade; proteção à família, pois esta modalidade não carece de inclusão no inventário, sendo possível a liberação do recurso rapidamente; disciplina as pessoas que não conseguem juntar dinheiro e, por fim, caso o plano contratado seja na modalidade PGBL, poderá haver o abatimento de até 12% da renda anual bruta tributável no ato da apuração do Imposto de Renda. Esta opção pode ser adotada para dependentes desde seu nascimento e, com isso, haverá o planejamento também para a vida deste.

2 - Poupança: A forma considerada mais segura de poupar dinheiro é a poupança, desde que o poupador tenha disciplina para tal. Esta opção é totalmente maleável, não existindo valor mínimo para investimento nem custo, além de o rendimento da poupança ser isento em relação ao Imposto de Renda. A única desvantagem é a rentabilidade baixa.

3 - Imóveis: Muitas pessoas optam pela modalidade de ter sua aposentaria garantida através de aluguéis ou pela venda dos imóveis para captação de recursos para aplicação no futuro. Para tal, o dinheiro deverá ser investido em imóveis e existe a enorme vantagem da segurança ao investidor por compor patrimônio. Os custos a serem considerados serão as taxas de cartório, pagamento de juros se houver aquisição financiada, pagamento de imposto de renda sobre ganho de capital (valorização do imóvel no período da aquisição até a venda) e Imposto de Renda sobre aluguel, mas cabe um planejamento contábil.

Outra dica para um planejamento futuro é um bom seguro de vida partindo do pressuposto de que imprevistos acontecem. O seguro de vida poderá proteger sua família e dependentes no caso de ocorrer com você invalidez ou morte. Você tem conhecimento das coberturas que podem ser contratadas no seguro de vida? Irei citar seis delas:

  1. Invalidez permanente total ou parcial por acidente ou doença;
  2. Doenças graves dentre elas AVC, insuficiência renal crônica, câncer, cirurgia coronariana, mal de Alzheimer,
  3. Despesas hospitalares e odontológicas em caso de acidente;
  4. Auxílio funeral;
  5. Cesta básica para os dependentes no caso de impossibilidade de o segurado trabalhar;
  6. Inclusão de filhos e cônjuge.

É importante a verificação da contratação destas e outras opções no ato da contratação.

Ao planejar o futuro, o importante é agir agora com precaução e dentro das condições financeiras disponíveis. Só não deixe de planejar, pois prevenir é mais inteligente que remediar. Evite transtornos financeiros para seus dependentes e familiares.

Conte com minha assessoria!

Grande abraço!

Comentários
×