Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus decide manter isolamento horizontal

Da Redação

Em reunião, realizada na tarde desta segunda-feira, 13, o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus deliberou sobre a continuidade do fechamento do comercio em Divinópolis. Após a exposição dos especialistas sobre o assunto, ficou decidido que o comércio ficará fechado por tempo indeterminado.

O secretário de Saúde, Amarildo Sousa, informou que serão realizadas mais reuniões nas quais o comitê vai avaliar as medidas e conduzir a situação na cidade da melhor forma possível.

— Estamos nos reunindo periodicamente para analisar se a medidas tomadas estão no caminho certo, se os prazos precisam ser estendidos, se o sistema municipal de saúde está conseguindo atender a demandas e em conjunto, com profissionais preocupados com Divinópolis, para conduzir essa epidemia da melhor maneira possível — afirmou Amarildo.

O Comitê reforça a importância do isolamento social nesta fase e os profissionais explicam que os dados sinalizam para a ascensão da Covid-19 em Divinópolis. Apenas a higienização diária não é suficiente, segundo os especialistas municipais. Se detectados os sintomas básicos, o indivíduo deve dirigir-se a uma unidade de saúde.

Uso de máscaras caseiras

É preciso reforçar a medida preventiva e não sair de casa, apenas quando for indispensável, lembrando sempre de evitar lugares com aglomeração de pessoas. Inúmeras ações estão sendo realizadas pelo Município, como a higienização diária dos pontos de ônibus, fachadas de hospitais e unidades de saúde, e demais locais predeterminados. O Comitê reforça a importância da limpeza individual: lavagem correta das mãos e uso habitual do álcool em gel. Caso haja urgência para ir às ruas, o cidadão deve utilizar máscaras.

A mudança nas recomendações foi instituída devido à fácil disseminação do vírus. A população pode optar pelo uso de máscaras caseiras e de tecido, desde que utilizadas por uma única pessoa e, ainda assim, higienizadas. O equipamento de segurança tem a função de barreira, serve para que pessoas assintomáticas e com sintomas leves evitem o contágio de novas.

Gestantes e puérperas são incluídas no grupo de risco para covid-19

O Ministério da Saúde incluiu as gestantes no grupo mais suscetíveis aos efeitos da covid-19, assim como as puérperas, ou seja, mulheres que deram à luz recentemente.

Antes, apenas gestação de alto risco era considerada condição clínica preocupante para desenvolvimento de complicações e casos graves da doença. De acordo com o Ministério, essas mulheres são mais vulneráveis a infecções.

Segundo Amarildo Sousa, a partir de agora os cuidados com gestantes e puérperas devem ser rigorosos e contínuos, independentemente do histórico clínico das pacientes.

— Além de todas as medidas de prevenção já conhecidas e válidas para todos os grupos, como lavar as mãos com água e sabão e evitar aglomerações, as gestantes devem entrar em contato com seu obstetra de confiança caso apresente sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar. O profissional irá orientar se há necessidade ou não de buscar o pronto atendimento hospitalar. As visitas aos bebês devem ser restritas para sua própria proteção e também para proteção do recém-nascido. Também é recomendável a higienização das mãos pela mãe antes e após os cuidados com a criança — completa o secretário de saúde.

Comentários
×