Comércio espera aquecimento nas vendas

Jorge Guimarães

Com a Folia de Momo já batendo à porta, o comércio de alimentos, bebidas e, principalmente, de instrumentos e acessórios para música espera faturamento maior em relação ao mesmo período do ano passado. Com o movimento de um número maior de blocos carnavalescos na cidade, a venda de acessórios e instrumentos musicais cresceu muito em relação ao ano passado.

— Nossas vendas cresceram entre 10% e 15%, especialmente em acessórios como pele, baquetas e outras peças que são de reposição para instrumentos de bateria. Estamos vendendo também para muitas cidades vizinhas, como Carmo do Cajuru e Conceição do Pará — avaliou o gerente de uma loja de instrumentos musicais da cidade, João Davi Ferreira.

Sítios

Nesse embalo, muita gente também já começa a se preparar para realizar o seu pré-carnaval particular, seja em sítios ou mesmo em casa. Quem também lucra com o feriado, então, são os donos de sítios localizados no entorno da cidade.

— Todos os anos, alugo meu sítio, na Comunidade dos Lopes, e não somente nesta data, mas sempre nos fins de semana prolongados. Tenho os clientes já cadastrados e, mesmo que não sejam, peço informações para depois não ter dor de cabeça. Com a renda extra, ou eu viajo com minha esposa, pois os filhos já tomaram seu rumo na vida, ou aplico na minha empresa. Estou há mais de 15 anos nesse mercado, que é ótimo, desde que você alugue para as pessoas certas — analisa o empresário Dalmo Vasconcelos.

Comentários
×