Comércio de carros usados cresce

Negociações aumentaram 8,63% no primeiro semestre deste ano

 

 

Da Redação

O comércio de veículos usados – considerando todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) – apresentou queda de 4,82% em junho, na comparação com o mês anterior em todo o país. Porém, houve crescimento no acumulado do ano. Entre janeiro e junho de 2017, houve alta de 8,63% sobre o mesmo período de 2016. As informações são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Considerando apenas junho, foram negociadas 1.211.753 unidades de veículos usados, contra 1.273.117 em maio. Já na comparação com o mês de junho de 2016, o resultado geral apresentou alta de 9,82% nos emplacamentos.

Transferências

As transferências de automóveis e comerciais leves usados apresentaram retração de 4,06% em junho, na comparação com o mês anterior. Foram transacionadas 918.741 unidades em junho, contra 957.579 em maio. Em relação a junho de 2016, houve alta de 10,47% nas transações desses veículos. No acumulado de 2017, houve crescimento de 9,89% sobre o mesmo período de 2016.

Do total de automóveis e comerciais leves transacionados, os usados (de 1 a 3 anos de fabricação) representaram 14,49% das negociações realizadas em junho, e 13,81% no 1º semestre do ano.

Avaliação 

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o mercado de veículos usados continua estável mantendo sua tendência.

– Se comparados os meses de maio e junho, o mês passado apresentou crescimento de 0,5%. Já no acumulado, o semestre fechou em alta de 9,89%, fomentado, em grande parte, pelas operações de troca com troco – comentou.

 

 

Comentários
×