Comemoramos na resistência

Editorial 

A palavra resistir é um verbo transitivo indireto e intransitivo, e um de seus significados é: opor força a força; defender-se, resistir aos ataques do inimigo. E não há outra palavra que defina tão bem o jornalismo quanto resistir. Resistimos. Resistimos ao tempo, às notícias falsas, aos ataques, à ignorância, à disseminação de ódio. E o velho guerreiro, o jornal impresso, foi surrado, desdenhado, mas está mais firme do que nunca. Resiste à internet, ao desinteresse pela leitura que tomou conta da humanidade. O jornalismo impresso resiste ao desejo de imediatismo, que muitas vezes leva a população a caminhos espinhosos. Mas o jornalismo é apaixonante, e mais do que isso: resistência. E tudo em prol de um único objetivo: informar! Manter a população a par de todos os acontecimentos, e mais: fazer por ela o que os seus representantes políticos não fazem. Lutar junto com o povo em nome da democracia brasileira e mantê-la viva. Conservar o povo brasileiro vivo e manter o seu direito à informação, custe o que custar. Por isso, nada mais do que isso, nos mantemos vivos. 

Acordamos todos os dias para fazer do Brasil, de Minas Gerais e de Divinópolis um lugar melhor. A nossa história se mistura com a de Divinópolis. Damos voz a quem não tem. A quem está esquecido. Lutamos diariamente por uma cidade melhor. Nos alegramos, entristecemos, revoltamos. Mas nos mantemos de pé, mesmo que as notícias do dia não sejam as melhores, em nome da informação. Mostramos o que está certo e o que está errado, para que o povo lute por seus direitos, apesar de privados a cada dia mais.  Mostramos, muitas vezes, o que ninguém gostaria de ver, ou melhor, o que precisaria ver, caso a humanidade estivesse caminhando rumo à evolução, mas tudo é em prol de um único objetivo: manter o povo informado. 

Nesta segunda-feira, 1º, Divinópolis completa 108 anos, e em 49 anos de luta constante, o Agora mistura sua história com a da cidade. Ajudamos a construir uma Divinópolis mais justa, mais humana. Da faxineira à diretora, tudo é feito com um amor extremo, pois queremos uma cidade que todos possam ser iguais. Lutamos, desejamos e resistimos. Apesar dos ataques, das notícias falsas, do desejo de imediatismo, do desinteresse da leitura, nos mantemos de pé, para que você esteja informado e tenha acesso um material de qualidade e imparcial. Para que você saiba tudo o que acontece na cidade. Para que você possa lutar pelos seus direitos. Para que a democracia se mantenha viva. Já dizia George Orwell, “Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade”. 

O nosso time, a nossa redação, a nossa direção deseja resistência para Divinópolis neste novo ano, pois nós resistiremos de cá, com o nosso amor e o nosso desejo de informar. Nada é mais importante para um povo do que informação, ela, sem sombra de dúvidas, é a arma mais poderosa de um povo. A nossa história continuará se misturando com a história de Divinópolis. Continuaremos aqui, dando voz aos esquecidos e lutando por uma cidade melhor. Afinal, o nosso desejo é uma sociedade livre, justa e igual. Resistiremos juntos, a tudo, para ver Divinópolis crescer e manter a população informada sempre. Não há ódio, não há ataque, não há notícia falsa que combata o nosso desejo de informar. Resistimos.

Comentários
×