Começam mudanças no futebol do Cruzeiro

Novo presidente acerta com o ex-zagueiro Marcelo Djian para ser o novo diretor de futebol

José Carlos de Oliveira

O novo presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, intensifica os contatos para montar a nova equipe de profissionais que vai trabalhar no futebol da Raposa. Na noite desta segunda-feira, o dirigente anunciou o acerto de contrato com o ex-zagueiro do próprio Cruzeiro, Marcelo Djian, para ser o futuro diretor de futebol a partir de 2018.

Como jogador, Marcelo Djian vestiu a camisa do Cruzeiro em 181 partidas, balançando as redes cinco vezes, entre 1997 e 2001. Pelo clube celeste, ele conquistou a Recopa Sul-Americana e o Campeonato Mineiro, ambos em 1998, terminando o Brasileiro daquele ano como vice-campeão. Em 2000, esteve na campanha que rendeu ao time estrelado o tricampeonato da Copa do Brasil. Depois de abandonar a carreira, trabalhou na função de empresário de jogadores como agente credenciado pela FIFA. Antes de acertar o retorno à Toca da Raposa, o ex-zagueiro era uma espécie de representante do Lyon, pelo qual atuou entre 1993 e 1996.

O ex-zagueiro é o terceiro nome confirmado pela nova diretoria para o departamento profissional. O ex-presidente do Ipatinga, Itair Machado, será o homem forte do futebol. Além dele, o clube anunciou que o ex-diretor da Fiat na América Latina, Marco Antônio Lage, irá comandar a comunicação e o marketing.

Reunião com Mano Menezes

O primeiro desafio do novo diretor celeste será ajudar a nova diretoria nas negociações com o técnico Mano Menezes para a renovação de contrato. Para esta terça-feira está agendada uma conversa com o treinador, para tratar justamente da renovação de seu contrato com o clube por mais uma temporada.

Comentários
×