Começa a reforma do Centro de Artes

Reinauguração do espaço acontece em outubro

Da Redação

Situado na praça Benedito Valadares, a conhecida praça do Santuário, o Centro de Artes, em especial na década de 70, foi o palco de muitas apresentações artísticas e ainda abrigou o Cine Clube Humberto Mauro, para a alegria dos amantes da sétima arte. Ao longo dos anos foi sendo esquecido e abandonado. No entanto, recentemente, o Grupo Entre Amigos adotou o espaço e em parceria com a Secretaria de Cultura vão revitalizar o espaço. As obras começaram nesta segunda – feira, 5.

Isso, após vários desafios devido à pandemia.

— Estamos parados dede março de 2020, o que nos atrapalhou muito. Sem a realização das feiras e com muitos artesãos no grupo de risco, paramos toda programação — revela a coordenadora do grupo e idealizadora do projeto Adrienne Sant'Ana.

Ela explica que o grupo conta com auxílio de três arquitetos e dois engenheiros no projeto.

— São eles, Aristides Salgado, criador do projeto da praça, e Bernardo Teixeira e Yuri Scatrut. Temos ainda o engenheiro estrutural Enzio Júnior e também o civil Lucas Maciel, formando assim um time de peso e que vai fazer toda a diferença. Antes, porém, tivemos uma reunião no Conselho do Patrimônio e toda reforma segue dentro das normas por se tratar de um bem tombado — explica a coordenadora do projeto.

Junto com evento

A inauguração está marcada para outubro junto com a 2ª edição da Mostra de Talentos Artesanais que reunirá artesãos de Divinópolis e região.

— Estamos lançando a logo do projeto "Sou Amigo do Centro de Artes" com vendas de camisas, adesivos e um financiamento coletivo pelo Kickante. O pedido das blusas e adesivos pode ser feito diretamente com os participantes do grupo ou pelo (37)98419.7449 / (37) 98404-0008 — informa Adrienne.

Doações

O grupo conta com apoio da Secretaria de Cultura e o secretário Diniz Borges acompanha todo o processo.

— Estamos também recebendo doações de materiais. O empresário que quiser contribuir pode entrar em contato com os números acima. Os desafios são grandes e a parte de cima do Centro de Artes, conhecida como cinzeiro,  precisa  ser novamente preparada, retirado o piso e fazer nova aplicação de manta asfáltica para impermeabilização. Estamos muito felizes por poder dar este presente as famílias divinopolitanas — finaliza Adrienne Sant'Ana.

Coment√°rios
×