Combustível sobe até 7,5% em 12 meses no município

Pablo Santos

Os preços dos combustíveis nos postos em Divinópolis subiram até 7,5% em 12 meses. Os números da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) apontam o etanol com o maior acréscimo em um ano, acompanhado do diesel e da gasolina.

Conforme os números da ANP, o litro do etanol em Divinópolis, em março do ano passado, estava custando R$ 3,19, em média. Neste ano, a mesma quantidade do derivado da cana de açúcar passou para R$ 3,43, em média, representando um acréscimo de 7,5%. De acordo com os dados da ANP, o menor valor do álcool combustível foi R$ 3,33 e o maior R$ 3,59.

O litro do diesel foi cotado em março do ano passado a R$ 3,58, em média. Um ano depois já custava para o consumidor divinopolitano R$ 3,77, ou seja, acréscimo de 5,3%, segundo os dados da ANP. De acordo com a pesquisa mensal, o menor valor do diesel é cotado a R$ 3,65 e, o maior, R$ 3,89.

Dos três tipos de combustível, a gasolina sofreu o menor reajuste em 12 meses: 3,2%. Em março 2019, o litro era comercializado a R$ 4,64, em média.  No mesmo período deste ano, passou para R$ 4,79, revelou a pesquisa mensal. É possível abastecer nos postos da cidade no menor valor a R$ 4,69, e, no maior, R$ 4,99.

Queda

Apesar de acumular alta em 12 meses, os preços da gasolina e do diesel apontam queda. De acordo com o levantamento da ANP, no Brasil o valor médio do litro da gasolina para o consumidor recuou 0,09%, a R$ 4,531, na sexta redução consecutiva. O preço do litro do diesel caiu 0,44% no período, para R$ 3,661, pela sétima semana seguida. Já o litro do etanol teve alta de 0,25%, para R$ 3,249 o litro.

Na semana passada, a Petrobras anunciou redução nos preços do diesel e da gasolina nas refinarias. A diminuição ocorreu após quedas expressivas do petróleo no mercado internacional, diante da ampliação de casos do coronavírus pelo mundo.

Comentários
×