Combustíveis registram  queda de até 8,3%

 

Pablo Santos

A gasolina e o etanol estão com preços em queda nos postos da cidade. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) confirmou o declínio dos combustíveis iniciado em outubro desde ano.  A Petrobras mudou a política de preços nos últimos dois meses.

O litro da gasolina nos postos de Divinópolis retraiu 8,3% em dezembro, quando se comparado com outubro. De acordo com os dados da ANP, o litro do combustível estava cotado em outubro deste ano R$ 5,02 e, nos últimos dias, o litro estava cotado a R$ 4,60.

Apesar da queda, quando se confronta com dezembro do ano passado, o litro do combustível aumentou 8,7%, conforme os dados da ANP. Em dezembro de 2017, o litro do combustível estava cotado R$ 4,23.

Se confrontados outubro desde ano, período de maior valor da gasolina na cidade, a alta foi de 23% nos postos, apontaram os dados da ANP.

Além da gasolina, o etanol também registrou queda de preço em dezembro quando se compara com o outubro. De acordo com os números da ANP, o litro, em média, na cidade está cotado a R$ 3,06. Há dois meses, o litro custava R$ 3,14, ou seja, a queda de 2,57%.

Em dezembro do ano passado, o litro do combustível estava cotado a R$ 3,03, ou seja, o aumento foi de 0,99%, quando confrontado com o mesmo período de 2018.

Política

A Petrobras anunciou em setembro mudanças na política de preços iniciada em 18 de agosto. A estatal diz que não há mudança na política instituída em 2016 – e revista pela primeira vez em 2017– e continuará acompanhando as cotações internacionais e as variações do dólar.

No entanto, a área comercial pode propor períodos sem repasses de até 15 dias quando entender que o mercado está sendo pressionado por razões externas, como desastres naturais ou choques cambiais - razão do ciclo de alta atual, iniciado no dia 18 de agosto. O objetivo é suavizar o repasse das volatilidades aos seus clientes.

Comentários
×