Com o pé direito

Batendo Bola

José Carlos de Oliveira

jcqueroviver@hotmail.com.br

Com o pé direito

Mais que a vitória e os três pontos somados fora de casa, o que o time comandado por Roberto Gaúcho trouxe para a torcida divinopolitana no fim de semana foi a certeza de que, mesmo que alguns ainda torçam contra, o Guarani está, sim, no rumo certo e tem tudo para reescrever páginas heroicas em sua história de sucesso no cenário do futebol mineiro, com novas vitórias e muitas conquistas.

Foi pouco

O placar do duelo frente o Serranense sábado na Arena do Calçado, 1 a 0, não reflete totalmente a realidade do que foi o jogo, pois, pelo futebol apresentado pelos dois times, o placar poderia ser mais folgado a favor do Alvirrubro. O Guarani dominou toda a partida e não correu riscos, mesmo jogando na casa do inimigo. 

Destaque

Muito há que se enaltecer da apresentação da equipe em Nova Serrana, a começar pelo belo cartão de visitas de Roberto Gaúcho, que está se saindo melhor que a encomenda, armando um time competitivo que ataca o adversário sem se descuidar de seu sistema defensivo. E há espaço para melhorar ainda mais, porque, afinal, esse é apenas o início de um trabalho e o treinador já mostrou que não tem medo de ousar. A forma como armou o time na Arena do Calçado deixou isso bem claro.

 

Fazer diferença

O que ficou de mais importante no 1 a 0 sobre o Serranense no fim de semana foi o fato de o Guarani buscar fora de casa pontos preciosos que podem fazer a diferença na reta final do campeonato. Num torneio de tiro curto, em que somente os quatro primeiros se classificam para a segunda fase ao fim de apenas onze rodadas, começar vencendo é tudo que a torcida bugrina poderia querer nestas horas.

Bons valores

E, além do trabalho da comissão técnica fora das quatro linhas, dentro de campo, o time mostrou seu cartão de visitas com alguns bons valores, que nos dão esperança de dias felizes para o bravo Bugre. Poderia citar quase todo o time, mas destaco aqui apenas dois deles, o lateral esquerdo Gelsinho e o atacante Erick, que fizeram uma bela apresentação no sábado e comandaram o triunfo do Alvirrubro frente ao Serranense.

Mais um na elite do feminino

As duas equipes mineiras – América e Atlético – que disputam o Campeonato Brasileiro feminino A-2 não foram bem nos jogos do fim de semana (empate do Galo em casa em 1 a 1 com o Iranduba, e derrota do Coelho para o Vasco da Gama no Rio de Janeiro, por 2 a 1) – mas fizeram o suficiente para avançar às semifinais do torneio, computados os resultados dos duelos de ida e volta, e agora estão a 180 minutos de garantir uma vaga entre os quatro times que sobem para o feminino A-1 em 2022. No A-2 as quatro semifinalistas garantem o acesso.

Dois na elite

E, como as atletas do América e as Vingadoras farão um dos confrontos das quartas de final, já está certo que Minas Gerais terá duas equipes na elite do futebol feminino na próxima temporada – a vencedora do duelo mineiro se junta às Cabulosas do Cruzeiro no A-1 no ano que vem. 

Datas 

Pena que uma das equipes vá ficar pelo caminho com o confronto entre as duas, mas, seja qual delas avançar para as semifinais, Minas estará bem representada na elite feminina no ano que vem. Os duelos entre América e Atlético já começam no próximo fim de semana – as partidas das quartas de final estão marcadas para os dias 11 (ida) e 18 (volta).

Comentários
×