Com muitas interrogações

Batendo Bola

José Carlos de Oliveira

jcqueroviver@hotmail.com.br

Vai chegando a hora de a onça beber água e sabermos qual será mesmo a do Guarani para esta temporada... Por mais que se torça a favor, não há como esconder o medo do que vem por aí. Sem conhecer nem mesmo qual será o time principal e o potencial de todo o elenco, formado há poucos dias, não há como se fazer qualquer aposta numa hora destas. Nem mesmo a “Mãe Dináh”, com seus palpites futuristas, seria capaz de fazer uma previsão.

Na torcida

A esperança da nação bugrina e de todos os divinopolitanos é de que vá tudo bem para o Alvirrubro de Porto Velho neste ano, e que em campo o time corresponda a todas as expectativas de seu fiel torcedor, que anda ávido por boas notícias. 

Esperança

Se o resultado dentro das quatro linhas for um retrato do trabalho que vem sendo desenvolvido nos bastidores do clube pela atual diretoria, as esperanças são as melhores possíveis. Pois não há como negar que o pessoal vem dando o sangue para construir um novo Guarani e que, entre os muitos erros e acertos, há, sim, sinais que apontam para a expectativa de dias melhores para o bravo Bugre.

Uma guerra

Mas que ninguém se iluda lá para as bandas do Farião, porque a estreia no próximo dia 3, contra o Clube Atlético Serranense, na Arena do Calçado, está longe de ser um retrato fiel do que vem por aí no Mineiro. Muitos times estão se reforçando com nomes de peso. Neste sentido,  tudo nos faz crer que o estadual do Módulo II deste ano será um dos mais concorridos dos últimos tempos e caberá ao Guarani ditar o seu ritmo, jogando para vencer, seja em casa ou no quintal do adversário.

Cartas na mesa

Faltando menos de duas semanas para a bola rolar para valer, a única certeza que se tem no momento é a de que Roberto Gaúcho não terá vida fácil à frente do Guarani. Além de enfrentar os problemas normais em todo início de trabalho, terá que lutar contra o pessimismo de alguns, que insistem em jogar contra o próprio patrimônio, se esquecendo que não importam os nomes – seja de jogadores, técnico ou dirigentes –, é o Guarani que estará em campo, e o Guarani é, sim, Divinópolis. O resto é apenas o resto.

Sou Guarani e não desisto nunca!!!

Futebol feminino Está demorando mais do que era necessário, mas, aos poucos, o futebol feminino vai ganhando corpo e conquistando seu espaço no cenário esportivo do país. Ainda está longe de ser o ideal do que muitos defendem, mas há sinais de que hoje as jogadoras têm o reconhecimento da torcida e, principalmente, da mídia esportiva, que já enxerga as nossas guerreiras do futebol com novos e bons olhos.

 

Semana de decisão

 

E, aqui pelas bandas das Minas Gerais, a semana será de jogos decisivos para os mineiros – Cruzeiro, Atlético e América –, que entram em campo para definir seu futuro na próxima temporada.

 

Raposa

 

Na quinta-feira, 24, na Vila Belmiro, o time feminino do Cruzeiro enfrenta o Santos, precisando de um bom resultado para se manter na elite do futebol brasileiro na em 2022. Na 12ª posição na tabela, as Cabulosas já não têm chance de ir à segunda fase e estão apenas dois pontos à frente do Botafogo, que abre a lista das quatro equipes que serão rebaixadas para o Brasileiro A-2 no ano que vem. O Cruzeiro ocupa hoje a 11ª colocação, com 12 pontos somados, e o time carioca está no 13º lugar, com 10 pontos. Os jogos da última rodada da fase classificatória, na quinta-feira, às 15h, é que vão definir quem é quem no feminino A-1, com Minas Brasília (11 pontos) e São José-SP (10) também na briga para escapar do rebaixamento, e Napoli e Bahia já rebaixados.

 

Galo e América

 

Se a Raposa luta para não cair, Galo e Coelho fazem o caminho inverso e estão na briga pelo acesso. Classificados para as oitavas de final do Brasileiro A-2, os dois mineiros estão a quatro jogos de se garantir na divisão principal. No campeonato A-2, as quatro semifinalistas sobem para o A-1.

No próximo fim de semana, Atlético e América começam a decidir vaga nas quartas de final. O Galo enfrenta o Iranduba, enquanto o Coelho terá pela frente o Vasco da Gama, em partidas de ida (dia 27) e volta (4 de julho).

Comentários
×