Com mandado judicial, Semusa retira 10 mil quilos de lixo de casa em Divinópolis

 

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis realizou uma nova ação, dentro do plano de enfrentamento de combate ao mosquito da dengue.

Com 11 mandados judiciais expedidos pelo Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) recolheu material de possíveis criadouros de dengue.

A primeira residência a receber a ordem judicial foi no bairro Santo Antônio, onde 10 mil quilos de lixo foram recolhidos nesta terça-feira, 2. Entre o material, estavam dois mil quilos de recicláveis em espaço inadequado.

Antes de pedir à Justiça a autorização para entrar nos imóveis para retirar o material, o agente de saúde visita o local e conversa com o proprietário. Como o lugar continuou da mesma forma, o dono do imóvel foi notificado – a providência também não resolveu, e três multas foram aplicadas. O proprietário não pagou a multa, e o material continuou no local.

— Não tivemos alternativa. Toda a vizinhança estava correndo risco. Os reciclados estavam em espaço que acumulava água e muito lixo em todo o quintal. Por isso, essa providência extrema dos mandados — destacou o supervisor-geral de Endemias, Francis Dantas Souza.

As ações serão realizadas às terças e às quintas-feiras.  A próxima ação será no bairro Interlagos, nessa quinta-feira, 4. Depois, os bairros Vale do Sol, Nova Fortaleza I, Dom Pedro II, Santo Antônio dos Campos, São Roque, Bom Pastor, Comunidade dos Lopes, Bom Pastor e Estância Gafanhoto receberão os agentes com as medidas judiciais.

Comentários
×