Com mais de 100 mortes em apenas 22 dias, Divinópolis ultrapassa 300 óbitos por coronavírus

Da Redação

Divinópolis ultrapassou nesta terça-feira, 20, o registro de 300 mortes por coronavírus.

Foram confirmados hoje mais dez óbitos em decorrência da covid-19 e a cidade chegou a 309 mortes.

Indicadores

O mês de abril já registra os piores indicadores relativos ao número de óbitos e de internações desde o início da pandemia.

Somente neste mês, foram 85 mortes por coronavírus – até então, o índice mais alto era de março, com 59 óbitos.

A média diária de internações em abril é de 133 pacientes em enfermarias e 111 em CTIs – o mês também ultrapassou março, que até então tinha os maiores números, com 106 hospitalizações em enfermarias e 84 em CTIs.

300 mortes

Em apenas 22 dias, Divinópolis registrou mais de 100 mortes por coronavírus.

A cidade chegou aos 200 óbitos em decorrência da covid-19 em 29 de março. Vinte e dois dias depois, nesta terça-feira, 20 de abril, o município ultrapassou 300 mortes por coronavírus, com 309 registros.

1ª morte por coronavírus 8 de março de 2020
50 mortes 22 de setembro de 2020
100 mortes 4 de janeiro de 2021
200 mortes 29 de março de 2021
300 mortes 20 de abril de 2021

Nota de pesar

A Prefeitura divulgou uma nota de pesar pelas 300 mortes. Veja abaixo.

"A Prefeitura de Divinópolis informa com profundo pesar que, na data de hoje, foi ultrapassado o número de 300 mortes de moradores de Divinópolis por covid-19.

Há poucos dias atrás, em 29 de março, chegamos a 200 mortes e agora, em apenas 22 dias, os números deram um salto e chegamos às 300 mortes. É muito triste saber que tantos cidadãos perderam suas vidas devido a esta doença.

Pedimos para que todos fiquem em casa e que mantenham o isolamento social sempre que possível. É fundamental que sejam mantidas todas as medidas preventivas como uso contínuo de máscaras e de álcool em gel.

A Administração Municipal ressalta que todos devem se cuidar para evitar que pessoas do convívio próximo possam ir a óbito, porque não estamos aprendendo a cuidar uns dos outros.

Cada um tem que fazer a sua parte, e todos os cidadãos podem ter certeza que o Poder Executivo fará a sua parte para cuidar de todos, mas, de forma unilateral, isso é impossível. Se cuidem para evitar que mais mortes aconteçam."

 

Comentários
×