Colunismo

Adriana Ferreira 

Em junho de 2017 comecei a escrever para o Jornal Agora a convite dos jornalistas Sônia Terra e Flávio Roberto Pinto, então diretora e editor-chefe. O primeiro texto foi uma declaração de amor a Divinópolis e depois passei a escrever sobre assuntos de interesse nacional e internacional. 

3 anos

Mas não parou por aí! Em meados da terceira semana de  setembro de 2017, fui convidada para uma reunião ilustrada por  Sônia Terra com a  seguinte frase “Seja universal, fale de sua aldeia” do escritor russo Liev Nikoláievich Tolstói. A partir daí, o foco passou a ser a Cidade do Divino. E há exatos três anos estreei como colunista política, abordando assuntos locais. Nesses 36 meses eu conheci mais sobre Divinópolis, gente pública que encanta e fascina, assim como conheci pessoas que nada acrescentam, mas estão na conta do erário. Claro que também ganhei desafetos (faz parte!), mas eu não acreditava que eu era colunista do jornal que um dia eu sonhei vender assinaturas. E mais, foi o primeiro jornal impresso que chegou em minhas mãos, em meados da década de 1970, na terra do foguete. E olha só! E não é que o universo conspira? 

Gratidão  

É a memória do coração. Agradeço aos leitores, a todos do Agora, em especial Sônia Terra, Coronel Faria, Flávio Pinto, Daniela Nery Faria Outubo. Atualmente, Janiene Faria, Gisele Souto, aos meus colaboradores da Ferreira Advocacia e  em especial à doutora Jessica Fernandes, minha assessora jurídica. Sim, e por que não? 

Abuso

Há assuntos que não podemos deixar morrer e um deles é o abuso cometido pelos bancos em relação a empréstimos. Tenho atendido com frequência idosos perdidos com as parcelas intermináveis que a cada dia comprometem mais e mais o seu sustento. O número de idosos endividados por este país afora é deveras preocupante. Divinópolis não foge à regra. Inobstante o Estatuto do Idoso – Lei 10.741/2003 – ter sido sancionado para garantir a proteção do idoso e criminalização dos abusos, os bancos não estão preparados para essa conversa, pois o que se vê é a exploração desenfreada. 

Empréstimos consignados

O empréstimo consignado surgiu por meio da Medida Provisória 130, que foi convertida na Lei Federal 10.820, prevendo empréstimos com juros menores, prazos maiores e desconto em folha ou benefício.  Não somente empréstimos poderiam ser descontados, as dívidas com cartão de crédito, financiamento e arrendamento mercantil também poderiam ser descontadas. O teto do desconto era de até 30% para não comprometer sobremaneira a renda. 

Caso de polícia

Empréstimo consignado é quase uma obrigação.  Muitos gerentes, com suas cotas a cumprir, induzem os idosos a contrair empréstimos fora do consignado e até refinanciam suas dívidas, sem seu conhecimento e autorização, pois precisam bater cota. Com isso, os idosos se veem presos a uma teia de dívidas, repisa-se, comprometendo sua mantença, sua saúde, sua dignidade, sendo que alguns até apresentam quadro depressivo. É preciso que familiares e autoridades atentem para a gravidade da situação e descruzem os braços. 

Ele se lembrou?

Após três anos e nove meses sentado na cadeira de mandatário-mor,  Galileu coloca a cidade em obras. E não é só isso, tem benesses para servidores públicos municipais também. Demais, não é? Antes tarde do que nunca?  De forma alguma! Como foi isso? Bom, durante a campanha anterior, seu lema era “Deixe o homem trabalhar”. Porém, após tomar posse, a equipe perdeu o programa de governo apresentado e pelo visto só o encontrou agora. 

Perguntar não ofende

Caro candidato, você, se conhecendo como se conhece, se você fosse outra pessoa, daria o seu voto a você mesmo? Pense!

Adriana Ferreira?

Minha homônima candidata deixou uma nota após eu esclarecer sobre a homonímia perfeita quanto ao nome pelo qual somos conhecidas politicamente e no meio social. Faço questão de transcrevê-la aqui:  “Estimada Dra. Adriana FERREIRA, quero parabenizá-la pela forma séria respeitosa e ética que adotou ao abordar a coincidência de nome. A atividade política sempre fica mais fortalecida com atitude como essa. Meus agradecimentos sinceros, sua xará candidata  do PT  à Câmara Municipal de  Divinópolis”. Torno minhas suas palavras. Sucesso!

 

Comentários
×